Você Sempre Machuca Quem Você Mais Ama

Trilha de “Blue Valentine” feita por Grizzly Bear é tão densa quanto o filme estrelado por Ryan Gosling e Michelle Williams

 3,941 total views

Para mim, os melhores dramas são aqueles em que podemos ter um fácil acesso ao ponto de vista dos personagens e as melhores histórias são aquelas sem um mocinho e um vilão. É bem esse o caso de Blue Valentine (2010, no Brasil com o péssimo subtítulo de Namorados Para Sempre), um filme independente norte-americano que investiga passado e presente de um casal, como se quisesse descobrir “onde tudo deu errado” naquele relacionamento.

Com muita veracidade, Ryan Gosling e Michelle Williams vivem os dois personagens centrais, protagonistas e antagonistas um do outro simultaneamente. Eles improvisaram alguns dos diálogos e conseguiram entregar interpretações impressionantes, desde os momentos mais tristes aos mais felizes do casal. E foi uma das cenas do bom início do relacionamento que serviu de trailer para o filme, quando ele canta You Always Hurt the Ones You Love para ela dançar no meio da rua.

Foi uma boa ideia, já que não é uma história fácil de ser resumida sem estragar um roteiro que vai entrando uma camada por vez na vida dos dois, cheio de surpresas. O porém é que pode ser vendida a ideia de um filme bonitinho típico de Hollywood, o que não tem nada a ver com essa produção.

Sempre que o filme mostra o presente, ele é silencioso e quase documental. Já quando vemos o passado, o plano sonoro é ocupado por músicas da banda Grizzly Bear, tanto instrumentais originalmente feitas para Blue Valentine, quanto músicas tiradas de seus três primeiros discos. Completam a seleção uma faixa da Department of Eagles (projeto de dois músicos da GB) e You and Me, da Penny & The Quarters – canção dos anos 70 que toca no filme como a música do casal.

É a trilha certa para contar uma história tão complexa, cheia de dissonâncias e quebras de ritmo. Os violões e muitos timbres da banda combinam também com a melancolia do filme, que tem as mesmas intensidades das composições do grupo, tanto as já conhecidas, quanto as novas – que cumprem a difícil missão de marcar presença sem roubar a atenção dos atores.

*Grizzly Bear – Granny Dinner

Department of Eagles – In Ear Park

Penny & The Quarters – You and Me

Grizzly Bear – Shift

 3,942 total views

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.