Yearbook of Techno: L_cio

Toda semana, vamos apresentar por aqui um formando diferente da “Escola do Techno”. Para começar a série, chamamos Laercio

480 total views, no views today

Fotos: Eduardo Urzedo/Monkeybuzz

Laercio Schwantes Iorio, 42 anos, paulistano e dono de meio bigode – nasce mais do lado esquerdo.

Eu sou o orgulho da minha família e dos meus amigos, porque…

Eu motivo as pessoas.

Daqui dez anos eu…

Acho que vou estar dez anos mais novo. Vou ter 52, provavelmente serei avô, mas com certeza vou continuar lindo, parecendo mais jovem do que realmente sou. Aprendi com a vida a não criar grandes expectativas, então espero acima de tudo estar vivo e saudável.

Se eu pudesse escolher um poder seria…

Me deslocar quando eu quisesse. Faria teletransporte para Floripa sempre.

Se eu fosse dominar o mundo faria…

Através do amor. Não poderia xingar e nem bater.

No meu baile de formatura eu quero entrar com…

A minha mãe e com o Tessuto.

E na entrada do baile eu quero ouvir…

“Caso Sério”, da Rita Lee, que, inclusive, nós vamos fazer um remix.

O meu look do baile é…

Camiseta branca, bermuda e chinelos Havaianas.

E vou servir o ponche batizado para…

O meu primo Ivan, para ele dar um vexame.

Na Escola do Techno o meu grupo é…

O da Capslock, que é o grupo das mariconas, as gays mais velhas.

O clube que eu fundaria na Escola do Techno é o…

Eu criaria a Rinha de Pomba. Eu descobri que existem os columbófilos, os estudiosos de pombos, que têm site, fazem suplementos para pombo e mantém até uma olimpíada de pombo. Existe pombo, por exemplo, que custa 700 euros. O pombo belga. Mas o frete dele pelo menos é grátis, porque ele vem voando. Os campeonatos dos columbófilos são de pombo correio, mas eu queria mesmo é criar a rinha de pombo. Você resolve a questão de saúde pública, porque o número de pombos vai diminuir. Você gera empregos, porque serão necessários os trabalhadores. É criada toda uma tecnologia, porque seria possível estudar a psicologia do pombo, a antropologia do pombo. Se você pensar bem, o pombo está envolvido com o ser humano desde que Noé jogou a primeira pombinha. Existe toda uma ciência por trás. E o colibri seria uma espécie de palhaço de rodeio na rinha. O colibri é super fake, um falsário. I hate colibri e ele vai apanhar pra caralho dos pombos.

O maior mico que eu já passei em uma festa…

Uma vez eu terminei de tocar e eu fui direto pra pista. Aí um cara chegou em mim e falou: “Laercio, eu adoro o seu trampo”. Ele me cumprimentou com a mão e eu comecei um jogo do dedão. Fiz “um, dois, três, ganhei”, mas ele não tinha o dedão.

481 total views, 1 views today

ARTISTA: L_cio
MARCADORES: Entrevista