Ouça: Battleships

Quarteto de Sydney mostra em seu “mini-álbum” de estreia que sua sonoridade está além de qualquer hype

 1,872 total views

Um single é, às vezes, o que basta para criar um grande buzz em cima de novos artistas. Depois de criado todo o falatório é uma tarefa difícil prolongá-lo ou, o que seria o ideal, sair da bolha dos hypes momentâneos. Provar a qualidade de sua obra vai muito além da capacidade de criar um grande hit.

Você pode não se lembrar ou até mesmo ainda não conhecer, mas o quarteto australiano Battleships causou certo alvoroço no comecinho de 2012 com o single In Restrospect. A faixa mostrava um Rock Alternativo classudo e carregado de diversas influências distribuídas pelos seus quase quatro minutos. Pode lembrar em alguns momentos músicas de Rock Progressivo, que tem áreas bem definidas e diversas e brincam em cima de um mesmo tema, mas também carrega um grande ar de contemporaneidade.

Mesmo que localizado, o tal buzz se espalhou rapidamente e, com ele, a expectativa do público em comprovar se o que foi apresentado na faixa não seria apenas uma tacada de sorte. Contrariando quem acreditava que esta seria só mais uma hype de momento, a banda provou sua qualidade com próximos singles lançados aos poucos durante o ano. Cada uma dessas novas canções mostrava um novo ângulo da sonoridade do quarteto, apostando em elementos diferentes, mas ainda assim coesos.

Juntando sete faixas no que chamou de “mini-álbum”, o grupo fez uma decisão que contraria os padrões da indústria. Com mais músicas do que caberia em um EP e menos do que seria necessário para formar um álbum completo, o quarteto decidiu juntar seus singles para formar esse disquinho. Lançado há menos de um mês, To You compila esse momento e mostra ao público que tem músicas que são tão boas quanto, se não melhores que, In Restrospect.

Your Words e Another Ways são duas faixas que se destacam e, não por menos, essa segunda é o novo single do grupo. Marcada por uma instrumentação densa e bem trabalhada, a música tem também como destaque os vocais de Jordan Sturdee (que ora me lembram os de Joe Newman, do Alt-J, ora de Ben Gibbard, do Death Cab For Cuttie). Belas melodias do piano e violão aparecerem em grande parte do disco, criando uma atmosfera emocionante e etérea.

Com um “mini-álbum” de estreia muito bom, já comprávamos que a qualidades do quarteto de Sydney vai muito além de qualquer hype. Agora, só nos resta agora esperar por seus próximos lançamentos.

 1,873 total views

ARTISTA: Battleships
MARCADORES: Ouça

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts