Ouça: Vance Joy

Cantor australiano é um dos nomes mais interessantes do Folk “post-Mumford & Sons”

3,206 total views, 1 views today

Como disse em uma playlist recente, Mumford & Sons mudou as coisas no cenário Folk quando surgiu com o álbum Sigh No More em 2009. Prova disso é o numeroso contingente de artistas que se inspiraram na banda inglesa para criar seu som. Se muitas delas me pareciam meras cópias, nosso indicado do Ouça: Bandas de hoje se sobressai a isso e cria um som que, mesmo tendo ecos das produções de Marcus Mumford e companhia, se preocupa em dar sua própria cara a isso, em criar algo autoral a partir desse Folk de Arena.

Estou falando do jovem cantor australiano Vance Joy, que estourou com o single Riptide nas rádios da Oceania em 2013. A música o fez ganhar atenção do público e crítica, mas também o fez procurar outros meios de sair da sombra desse, até então, único sucesso.

Nos últimos dois anos, o músico lançou duas obras interessantíssimas. A primeira delas é o EP God Loves You When You’re Dancing, de 2013, que tem seu single de maior sucesso, além de outras boas faixas, que abririam caminho para seu primeiro álbum, a ser lançado no seguinte. Como destaques dessa obra eu destacaria a “First Aid Kitiana” Emmylou (que até tem uma faixa com o mesmo nome) e Snaggletooth e sua vibe Beirut.

Em 2014, James Keogh (rebatizado como Vance Joy após ler um romance de Peter Carey) lançou seu primeiro álbum, ótimo Dream Your Life Away. O disco embarca por uma viagem gostosa por terrenos abrangentes do Folk, passando por tendências seguidas por nomes como Mumford & Sons (é claro), Dry The River, Noah and the Whale e The Lumineers, mas dando ao mesmo tempo seu toque a tudo isso. O resultado é composto por treze faixas empolgantes e que conversam muito bem entre si, apresentando boas melodias (criadas através de uma instrumentação impecável) e boas letras, que seguem esse caminho mais Pop destas bandas citadas.

“Eu estava em uma fase Peter Carey e lendo vários de seus livros. Um deles, chamado Bliss, que tinha como seus personagens principais um cara chamado Harry Joy e seu avô, Vance Joy. Ele era um contador de histórias e um velho louco” disse James em uma entrevista quando perguntado de onde surgiu esse nome. Eu tiraria a parte do “velho louco”, mas certamente o músico é um bom contador de histórias.

3,207 total views, 2 views today

ARTISTA: Vance Joy
MARCADORES: Ouça

Autor:

Desde criançaa apaixonado por música, consumidor compulsivo de hamburguer e chato