Resenhas

2:54 – 2:54

O disco estreia das irmãs Hannah e Colette Thurlow tem atmosfera sonhadora guiada por guitarras que lembram bastante o Shoegaze do começo da década de 90

2,212 total views, no views today

Ano: 2012
Selo: Fat Possum, Fiction
# Faixas: 10
Estilos: Shoegaze, Rock Alternativo
Duração: 41:52
Nota: 3.5
Produção: Rob Elis

O disco estreia do 2:54 constrói uma atmosfera sonhadora, expansiva, obscura e serena, que é guiada pelas guitarras das irmãs Hannah e Colette Thurlow. O som da dupla lembra bastante o Shoegaze do começo da década de 90, com suas ondas de distorção, feedbacks e vocais melódicos, adiciona-se a isso um bom toque de lirismo e muita pessoalidade nas letras e, pronto, já temos uma das novas hypes do momento.

O nome da banda vem do momento exato da música preferida delas, History Of Bad Men da Melivns, banda de Stoner Rock dos anos 80. Aos 2 minutos e 54 segundos dessa faixa, a linha de baixo se torna sonhadora e sombria, assim como o som que a dupla veio a fazer.

A empatia das irmãs dá um toque especial à sua música. O duo de guitarras de Revolving, canção que abre o álbum, cria um clima denso e abafado que abre caminho para os vocais de Collete. You’re Early tem uma vibe da The XX, banda com que já foram comparadas inúmeras vezes. Com uma sonoridade sexy e obscura, a música conta com belas harmonias vocais e uma bateria ecoante.

Sugar traz algumas das primeiras inspirações do duo à superfície: o baixo retirado do Grunge traz de volta bandas que a dupla ouvia durante sua adolescência. Ride também parece ser um momento de nostalgia para as irmãs e leva em suas guitarras um pouco de Josh Homme e seu Queens of The Stone Age.

Ao contrário de muitas bandas do estilo nas quais as guitarras parecem duelar, aqui elas se fundem criando uma sonoridade interessante e melodicamente hipnotizante – caso de Scarlet e Watcher em que elas parecem conversar, trazendo ecos de My Bloody Valentine. A primeira música feita pela dupla foi a escolhida para fechar o trabalho: com suas guitarras distorcidas e uma bateria preguiçosa Creeping encerra um incrível disco.

Este disco vem pra comprovar a hype que botaram em cima das irmãs Thurlow e, ao longo de 10 canções, explora sonoridades que jaziam nos anos 90. 2:54 é um disco que consegue estabelecer facilmente uma conexão com o ouvinte, com suas melodias fáceis e convidativas que acabam envolvendo quem quer que esteja a experimentar este misto sombrio e sonhador.

2,213 total views, no views today

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts