Resenhas

Adam Green & Binki Shapiro – Adam Green & Binki Shapiro

O trabalho conjunto traz sentimento e reacende a chama de saudosos do trio de vida volátil Little Joy

 3,261 total views

Ano: 2013
Selo: Decca Records
# Faixas: 10
Estilos: Folk, Indie Folk, Pop Folk
Nota: 4.0

Se existem músicas construídas para cada sentimento humano específico, é uma questão a se pensar por longo tempo e não obter resposta alguma. No entanto, se existe uma emoção que é despertada de forma recorrente entre as composições mais sinceras e simples, é a tal da saudade. Binki Shapiro já é mestra na arte de conquistar pelos ouvidos com o tal diferencial desde sua aparição no trio de rápida vida útil, Little Joy. A sua união com hábil Adam Green eleva a parceria a outro nível no lançamento de seu primeiro álbum conjunto, e talvez, o único.

Adequado para momentos relaxantes tal qual como os emplacados por ambos em seus demais lançamentos agregados em seu histórico, o disco homônimo promove canções voláteis e encantadoras envoltas em uma sequencial personalidade acústica, que traz momentos mais alegres em faixas como Pleasantries e Pity Love, mais reflexivas através de Here I Am e Don’t Ask For More e variáveis entre o sorriso espontâneo e a tristeza repentina, como na bela What’s The Reward. As criações providenciam o suficiente para te levar a momentos sentimentais íntimos e reviver boas lembranças através das baladas românticas que ressoam entre os graves de Green e doces vocais de Binki.

Aos adeptos a canções sem muitas pretensões e grandiosidades e que buscam por um gênero mais conservador que passeie livremente pelo Folk, trazendo apenas leves momentos de psicodelia em Just To Make You Feel Good e traços de um Rock obscuro The Nighttime Stopped Bleeeding, a aposta certeira. Green e Shapiro reestabelecem um bom momento em clima menos veraneio aos saudosistas do trio formado por Fabrizio Moretti, Rodrigo Amarante e a própria cantora já citada. A dúvida que permanece é se o projeto se estenderá ou se a loura de voz aveludada segue nômade se vinculando a novos nomes compatíveis a ela, mas ainda proporcioando alegria em pequenas porções.

 3,262 total views

BOM PARA QUEM OUVE: Little Joy, Feist, Adam Green
MARCADORES: Folk, Indie Folk, Pop Folk

Autor:

Jornalista por formação, fotógrafo sazonal e aventureiro no design gráfico.