Resenhas

Alexis Taylor – Await Barbarians

Mais conhecido por assumir os vocais de Hot Chip, músico mostra seu lado compositor mais cinza, belo e tocante

1,263 total views, no views today

Ano: 2014
Selo: EMI/Domino
# Faixas: 12
Estilos: Downtempo, Chillout
Duração: 43:29
Nota: 4.0

Se Hot Chip está desde 2012 sem lançar algo novo, os fãs do grupo britânico não estão desamparados. Após o lançamento do EP Taking Over de Joe Goddard, agora é a vez do vocalista Alexis Taylor lançar material novo de sua carreira solo, e isso se dá com Await Barbarians.

Diferentemente de seu companheiro de grupo, Taylor prefere evitar rumos dançantes e animados em sua carreira solo e prefere ir para uma vertente mais íntima, cadenciada e confessional. Entretanto, tais adjetivos não são novidade para descrever o trabalho do músico, visto que desde sua estreia em 2008 com Rubbed Out, e com o projeto About Group(http://wordpress-214585-650819.cloudwaysapps.com//artistas/2335/about-group/) – que reunia John Coxon (Spiritualized), e Charles Hayward, (This Heat) – já tínhamos materiais que demonstravam isso.

Desde a primeira faixa, Lazy Bones, já sentimos uma beleza amarga que vem tanto do instrumental delicado e intenso somado da voz arrastada de Taylor, muito diferente da que costumamos ouvir em Hot Chip.

Apesar do clima ameno, o single Without A Crutch (2) – que possui sua irmã gêmea Without A Crutch (1) ao final do álbum, mais branda sem a bateria eletrônica marcando o compasso da canção – faz a vez da faixa comercial, com um toque Pop logo de entrada com seus “la la la la”, que se repetem durante a sua execução, mas sem soar uma estranha no ninho dentro do álbum que possui uma cara mais contida. No quesito “Pop”, talvez só Closer To The Elderly destoa um pouco das demais com seus reverbs que fazem a canção ir mais para os lados de uma Eletrônica downtempo, o que não acaba sendo a proposta por aqui. Curiosamente, tal faixa é composta conjuntamente com Goddard, de onde podemos até sugerir que seja um toque do companheiro de banda de Alexis a inclusão de tão camada, visto que as composições única deste último não tenham tal característica.

Ao entrarmos nas baladas, temos Dolly And Porter , que soa com seu delicado piano como uma mistura de Simon and Garfunkel e Belle And Sebastian em versão mais triste, e a belíssima instrumental Piano Ducks toda executada no piano e com alguns sons ao fundo bem baixos, apenas como um plano de fundo para se somar emoção, como vozes e latidos de cachorro ao longe. Com uma cara meio romântica e moderna, tal faixa pode ser vista como o ponto alto de um momento inspiracional e de entrega de Alexis Taylor ao passar um resumo de sua obra em uma única faixa.

Projetos paralelos são quase sempre interessantes se acompanhar e observar. Alguns artistas apenas o utilizam como um espaço extra para trazer composições que não foram absorvidas pela sua banda principal. Outro, preferem tal espaço para sair de sua zona de conforto ou para mostrar seu outro lado artístico, visto que não são feitos de uma vertente única. Alexis prefere a segunda opção, e com Await Barbarians consegue deixar um pouco de lado a energia de Hot Chip para mergulhar em um momento de confissão que é facilmente absorvida pelo ouvinte que se identifica e corresponde instintivamente às singelas e tocantes canções do músico britânico que mostra saber andar pelos caminhos mais cinzas – mesmo que belos – da música.

1,264 total views, 1 views today

ARTISTA: Alexis Taylor
MARCADORES: Chillout, Downtempo

Autor:

Marketeiro, baixista, e sempre ouvindo música. Precisa comer toneladas de arroz com feijão para chegar a ser um Thunderbird (mas faz o que pode).