Resenhas

…And You Will Know Us by the Trail of Dead – Lost Songs

Guerra, tirania e apatia da população são tema das faixas do álbum em que a banda utiliza a foça rebelde do Post Hardcore com o Progressivo para musicalizar as composições

 1,699 total views

Ano: 2012
Selo: Richter Scale Records/Superball Music
# Faixas: 12
Estilos: Post-Hardcore, Rock Progressivo
Duração: 43:02
Nota: 4.0

Depois do conceitual último álbum, Tao of Dead, o …And You Will Know Us by the Trail of Dead volta com um som mais denso e pesado. Se nas longas “duas faixas” de Tao of Dead o que se encontrava era um Art Rock Progressivo, em Lost Songs a banda retoma um dos seus vários estilos, o Post Hardcore. Denso e pesado, o disco mistura bem a intensidade desse estilo e os elementos mais elaborados do Rock Progressivo de uma maneira incrível, como sempre aconteceu nas misturas ótimas feitas pela banda ao longo de seus álbuns.

A temática de Lost Songs vem diferente do que vimos em trabalhos recentes, tendo uma veia social e política forte nas composições, que falam sobre guerras, tiranias e a apatia da população frente à situação atual do mundo. Isso pode ser visto por exemplo na faixa Up to Infinity, na qual Keely diz a respeito da guerra civil da Síria, de força popular e que luta contra um poder opressor e tirano. Curioso citar que esta faixa foi dedicada pela banda ao grupo feminista Pussy Riot, preso por enfrentamento à ideologia do governo russo.

Outra música de destaque é Catatonic que mais uma vez tem a política como tema. Tal música possui um videoclipe que mostra uma sátira a um candidato fictício chamado Rich Dobney (fictício, mas com um nome parecido com o de um atual candidato à presidência dos EUA pelo partido Republicano, não?) que, ao se envolver com drogas e várias mulheres, tem sua candidatura jogada pela sarjeta, mostrando a busca incessante pelo poder e a hipocrisia moral dos políticos.

Musicalmente, o disco se apresenta muito bem, sendo seco e direto e aparece menos transcendente e complexo do que vimos nos também ótimos Tao of Dead e The Century of Self. O lado Post Hardcore (com um pouco de Progressivo) ganhou mais força em Lost Songs, muito provavelmente devido à perfeita combinação que se faz com a temática da obra por ser um estilo musical que sempre foi relacionado a movimentos de revolta e protesto. Baterias agressivas, guitarras mais simples e pesadas e um vocal mais intenso ditam o ritmo do álbum.

…And You Will Know Us by the Trail of Dead é uma das bandas atuais que melhor sabe gerir os estilos que se tem na manga, conseguindo fazer discos ótimos trabalhando de maneiras diversas. Em Lost Songs se mostrou muito atento aos acontecimentos globais e soube criar um disco tematicamente e sonoramente condizente com o cenário global. Mais um belo trabalho para a ótima discografia da banda.

 1,700 total views

Autor:

Marketeiro, baixista, e sempre ouvindo música. Precisa comer toneladas de arroz com feijão para chegar a ser um Thunderbird (mas faz o que pode).