Resenhas

Angus & Julia Stone – Angus & Julia Stone

Irmãos não inovam, mas trazem mais de sua boa música natural e sincera

3,219 total views, 2 views today

Ano: 2014
Selo: EMI Music Australia/American Recordings
# Faixas: 13
Estilos: Folk, Indie Folk, Acústico
Duração: 60:07
Nota: 3.5
Produção: Angus Stone, Julia Stone, Rick Rubin

Após lançarem três singles que serviram de degustação para o público, enfim os irmãos Stone lançam seu terceiro e homônimo disco: Angus & Julia Stone.

Poucos artistas conseguem passar sinceridade e naturalidade em sua música como Angus e Julia. O som orgânico, que é facilitado por vir de um instrumento tão íntimo como o violão, se repete no novo trabalho da dupla e de seus companheiros de banda de apoio. A voz suave e encantadora de Julia novamente aparece com a tranquilidade e firmeza da de Angus, hora juntos e hora com o holofote para um deles nas boas faixas da obra.

Com treze novas canções, os fãs matam saudades dessa música amistosa aos ouvidos que já vem acompanhando o trabalho da banda desde os primeiros acordes lá em 2006 com o EP Chocolates and Cigarettes. Além de A Heartbreak, Grizzly Bear e a belíssima e altamente instigante Death Defying Acts – que já nos foram apresentadas isoladamente antes – os australianos trazem outras belas composições que variam em estrutur,a mas sem perder a cara, a identidade que construíram.

Uma delas é a delicada Wherever You Are embalada por um violão e percussão suaves e a voz de Julia intercalada e misturada com a de Angus e que com uma letra doce e inocente (“And we’re like the kids from Candy/Kissing in the grocery store” [“E nós somos como as crianças de Candy (filme)/Nos beijando na mercearia”] . O resultado é uma das músicas mais bonitas, mesmo que singela, que já se ouviu da carreira da banda. Na sequência, Get Home retratando a saudade e a com um pé forte no Pop, mas na medida certa e sem soar artificial, Little Whiskey, e a atrativa Main Street são exemplos que merecem um certo destaque.

Devido a sua longa duração – 60 minutos – o novo disco dos irmãos Stone pode não casar com qualquer momento do dia ou de humor e de preparo de todos os ouvintes. Porém, isso não o descarateriza como um belo trabalho e bem preenchido com bonitos arranjos e melodias cheios de pura naturalidade como eles bem sabem fazer.

3,220 total views, 3 views today

Autor:

Marketeiro, baixista, e sempre ouvindo música. Precisa comer toneladas de arroz com feijão para chegar a ser um Thunderbird (mas faz o que pode).