Resenhas

Animal Collective – Tangerine Reef

Avey Tare produz um álbum visual em parceira com o Coral Morphologic

605 total views, 1 views today

Ano: 2018
Selo: Domino
# Faixas: 13
Estilos: Experimental, Psicodélico, Trilha Sonora
Duração: 52
Nota: 2.5
Produção: Avey Tare

Tangerine Reef é um “álbum visual”, resultado da colaboração entre Avey Tare, um dos malucos do grupo Animal Collective (seu comparsa Panda Bear ficou de fora do projeto dessa vez) com os também malucos do Coral Morphologic, um duo de arte-ciência que produz vídeos com uma pegada “National Geographic” sobre o fundo do mar, mas com um olhar capaz de abstrair o atrativo neon e psicodélico que tal ecossistema oferece. A empreitada, que portanto tem um interesse que é tanto estético quanto documental, vem embasada pela International Coral Reef Initiative, que é uma organização voltada para a preservação de corais, e ecossistemas semelhantes, ao redor do mundo.

Por isso, vale logo de cara fazer uma ressalva por aqui: Tangerine Reef é um álbum de Animal Collective, pero no mucho. Com aspecto meditativo, a sonoridade do trabalho está focada no transe sonoro desenvolvido pela banda ao longo dos últimos anos, mas sem aquele interesse Pop que surge quando Panda Bear também colabora na composição. Há um evidente interesse ambiental por aqui, já que os corais são uma das partes do mundo natural que mais sofrem com a interferência humana. Essa linha de pensamento tem a ver com o que a banda tem produzido nos últimos anos, ao menos desde que foram à Amazônia em busca de inspiração.

De fato, a audição do trabalho descolada do vídeo vai mostrar que ele pouco se sustenta sozinho. Ou seja, este não é um álbum visual que vem apenas para ilustrar a música que carrega, mas é uma contrapartida equivalente entre duas linguagens que de fato se complementam. Em Tangerine Reef, ondas sonoras de sintetizador hiper-processadas dividem lugar com lufadas de vento morno vindas dos vocais e as palavras se dissipam em mero som inarticulado: de fato, a estratégia só faz sentido se pensada como uma trilha para a vida subaquática dos recifes multicoloridos que demoram centenas de anos a se formar.

Para assistir ao vídeo, é necessária uma disposição que, infelizmente, é um pouco rara de se encontrar hoje dia. Tangerine Reef exige tempo, concentração e até mesmo certa exclusividade para poder proporcionar uma experiência imersiva. De fato, mais do que um vídeo de YouTube, faz mais sentido pensar na obra dentro de uma instalação artística, onde seria possível “assistir com o corpo inteiro”.

(Tangerine Reef em uma música: Coral By Numbers)

606 total views, 2 views today

Autor:

Discreto e silencioso. Falo pouco, ouço bem, porém.