Resenhas

AraabMuzik – For Professional Use Only 2

Novo disco de instrumentais é mais uma bela demonstração de seu talento, mas faz questionar a falta de um MC

 1,885 total views

Ano: 2014
Selo: Duke
# Faixas: 24
Estilos: Hip Hop
Duração: 84:00
Nota: 3.0
Produção: AraabMusik

AraabMusik representa muito bem o que é a música atual ao não delimitar o seu próprio espaço, procurando sempre encontrar o ponto de tangência entre o seu estilo, Hip Hop e qualquer outra vertente da EDM. No entanto, se em outros momentos da sua carreira tivemos essa clara passagem na fronteira, agora, no volume dois de seu For Professional Use Only, o jovem produtor parece concentrar as suas forças em um meio somente para finalmente ganhar a notoriedade que lhe falta.

Araab é um beatmaker oldschool – seu equipamento de trabalho são as famosas MPC 500, workstation antiga que servia basicamente como um sampler e que popularizou o estilo de tocar bateria com os dedos conhecido como finger drumming. Logo do começo ao fim, somos jogados a loops de Hip Hop com temas que variam entre 30 segundos e 1:30 minutos antes que se torne uma repetição, todos com toques que oscilam entre o Gangsta Rap bem demonstrado nas obras de Freddie Gibs e Blu.

Entretanto, a sua levada instrumental com pequenos acréscismos de voz pontuais nos levam a um conflito ao longo de suas 24 faixas e quase 1:30 hora de duração: algumas batidas parecem perfeitas para um MC surgir e rimar em cima e em outras o clima não cativa tanto, e acabam parecendo não só inacabadas, como incompletas. Casos de Tko e Soul que parecem muito restritas ao seu próprio tema, sem demonstrar evolução alguma, tendo em alguns momentos o alívio por uma sample de voz bem colocado. Do começo ao fim, temos a sensação de que estamos diante de um ótimo produtor que está se guardando, mostrando somente o seu portfólio de possibilidades para novos e velhos rappers que queiram ter os dedos de AraabMusik em suas faixas. Talvez seja por isso que escutamos os dizeres radiofônicos “you are now listening to AraabMusik” em cada música – para que ninguém consiga samplear suas faixas sem o devido copyright.

Pensando desta forma exibicionista, o repertório que estamos escutando é excelente: como não pensar nas possibilidades de produção das ótimas Lion, White Collar, Grand Entrance ou nos drops de batida de 808v? Entretanto, para o ouvinte comum que não está preocupado com as diversas possibilidades que a linha de um baixo ou o piano em loop de uma faixa possam ter, o disco se torna um pouco chato, repetitivo e sem muita adesão. O Hip Hop instrumental é um gênero que possibilita a construção de faixas que tenham começo-meio-e-fim, algo que falta aqui – a variação é pequena dentro das músicas, sem demonstrar grande evolução. Ao final, temos um disco com poucos momentos preparados para ir direto para uma rádio, sem o acréscimo de uma voz ou que ao menos possuam uma estrutura musical mais bem estabelecida, caso da EDM de Ghost Story, por exemplo. Pelo lado de produção e talento, AraabMusik é um produtor para se ficar cada vez mais de olho, pois a chance de futuros empreendimentos compartilhados com outros rappers é imensa, por enquanto For Professional Use Only 2 é só um belo portfólio, mas ainda bastante inferior ao resto da sua carreira.

 1,886 total views

BOM PARA QUEM OUVE: DJ Rashad, Shabazz Palaces, DJ Shadow
ARTISTA: AraabMusik

Autor:

Economista musical, viciado em games, filmes, astrofísica e arte em geral.