Astronauts, etc. – Living in Symbol

Novo álbum vem para falar do apagamento de fronteiras do mundo digital

580 total views, 4 views today

Ano: 2018
Selo: Company Records
# Faixas: 11
Estilos: Indie Pop, Dream Pop
Duração: 41
Nota: 3.0
Produção: Anthony Ferraro, Chaz Bundick

Living In Symbol, o novo álbum de Astronauts, etc. é um trabalho focado na experiência vivida pela última geração a conhecer um mundo não-digital, ou seja, aquela nascida na transição da década de 80 para a de 90.

E, de fato, nota-se uma espécie de melancolia por aqui, uma nostalgia embasada em uma ideia de uma vida mais simples que só era possível no passado, mas ao mesmo tempo permeado por uma espécie de crise existencial – aquela de quem viu o mundo mudar de configuração e agora não sabe mais bem no que acreditar. Tudo isso influencia na estética das canções, que soam delicadas, cobertas por um véu que deixa tudo meio fantasmagórico.

A banda liderada é por Anthony Ferraro, mas não será difícil de notar a influência de seu amigo e produtor Chaz Bundick por aqui. De fato, a timbragem estaladiça e cristalina, mas ao mesmo tempo enevoada, condiz com a assinatura de Toro y Moi, enquandrando-se no diagnóstico ansiolítico do Chillwave.

Há ainda outra semelhança muito marcante por aqui, difícil de não reparar: seja nos temas das músicas, nas texturas do som, e até mesmo na estética da capa, Living in Symbols se parece tanto com The Whitest Boy Alive que um ouvinte desavisado irá imaginar este como uma espécie de spin off da banda já falecida de Erlend Øye.

As ressalvas a respeito de Living In Symbol pertencem, portanto, ao campo da originalidade, já que Astronauts, etc. parece excessivamente embasado em uma fórmula musical que não é necessariamente a sua. Por outro lado, não será difícil de notar o esmero das composições, o cuidado com que são construídas as melodias e, acima de tudo, como Ferraro consegue, com sucesso, transpor sua visão de um mundo sem fronteiras para a poética de suas canções.

(Living In Symbol em uma música: The Border)

581 total views, 5 views today

Autor:

Discreto e silencioso. Falo pouco, ouço bem, porém.