Resenhas

Ben Frost – The Centre Cannot Hold

Ano: 2017
Selo: Mute Artists Ltd.
# Faixas: 10
Estilos: Eletrônico Experimental, Eletrônica
Duração: 50'
Nota: 3.5
Produção: Steve Albini

Alguns teóricos concordam que o termo “Cinema Mudo” não é correto, visto que, ainda que sem falas, os filmes sempre tinham som, já que não existia exibição sem música. Há também concordâncias e discordâncias sobre o papel do acompanhamento instrumental durante as projeções: Enquanto uns enxergam um propósito pragmático de compensar o barulho incômodo do projetor, outros argumentam que enxergar as pessoas na tela, ainda mais em preto e branco, em pleno silêncio dava um aspecto bastante “fantasmagórico” àquela experiência.

Não é à toa que esta crítica a The Centre Cannot Hold seja iniciada falando de cinema, assim como aconteceu na resenha do último lançamento de Ben Frost, o EP Threshold of Faith. Sua música instrumental cravada na Eletrônica, mas reunindo as mais diversas inspirações, possibilita uma assimilação quase imediata com uma trilha sonora – pouco pela ausência de letra nas faixas, muito mais pelo aspecto narrativo que cada uma possui, com momentos bem definidos que parecem trabalhar o suspense através do som, naquela dinâmica entre o susto e o alívio.

Você pensa em uma porta que abre, um segredo que foi contado ou – e melhor ainda – cenas menos clichê que poderiam estar presentes em alguma produção de Ficção-Científica ou Terror. Com o renomado Steve Albini na produção, as dez faixas que compõem o álbum são bastante eficazes na hora de colocar o ouvinte em um estado de contemplação alerta, esperando sempre o próximo momento na narrativa.

E The Centre Cannot Hold chega propositalmente como um comentário aos dias de hoje, com tantas incertezas e tantos absurdos na política e na sociedade em diversos lugares do mundo. Enquanto vários músicos lançam seus álbuns, EPs e singles para nos distrair desses ruídos incômodos, Ben Frost decidiu amparar nossa leitura da realidade com uma trilha sonora que reforça os fantasmas de nosso tempo, assim como o medo que temos deles.

(The Centre Cannot Hokd em uma música: Entropy in Blue)

 2,683 total views

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.