Resenhas

Boys Noize – Go Hard

Produtor alemão faz EP despretensioso e aposta mais uma vez na aventura de misturar gêneros. Dessa vez Discohouse e Trap

 2,452 total views

Ano: 2013
Selo: Boysnoize Records
# Faixas: 5
Estilos: Techno, Electro, Trap
Duração: 16"30
Nota: 3.5
Produção: Alex Ridha

Os últimos anos têm sido bastantes generosos para a criatividade de Ridha. Depois de intenso trabalho remodelando uma nova forma de moldar o French Electro ou o Dubstep, com Handbraekes (com o francês Mr Oizo) ou Dog Blood (em parceria com Skrillex), 2013 viu o alemão trabalhando sozinho, dedicando seu tempo com o que lhe motivava a compor e isso deu alguns frutos um pouco inusitados, alguns deles estão em Go Hard, mais novo EP do Boys Noize.

Seguindo a linha de XTC, fruto de seu último trabalho, Excuse me abre o trabalho repetindo o título à exaustão. Com muita cultura grave, Ridha adiciona batidas muito marcadas (a la Miami Bass) ao Techno. O resultado é a possibilidade de um dos maiores hits de pista do Boys Noize. Não só pelo drop animado, a faixa também contém um intermédio com sintetizadores bem próximos do EDM e todo mundo sabe que essa é a fórmula para festivais mais comerciais.

Alex chegou ao ápice por conseguir reproduzir suas influências e criar sua identidade musical mesmo em cima de estruturas que dão certo. O Hip Hop vem geralmente para amaciar um peso ou dar coerência ao mesmo, o EDM é outro elemento que conseguiu-se inserir sem que torne forçado a faixa. Pensando nessa integração, chegamos nas outras faixas do EP. Go Hard, que dá nome à obra, constroi sua progressão com “*Do it like, do it like, do it like, lemme see you go hard, go hard, go hard” para cair no abismo do Trap. Mais um gênero em ascensão violenta que o produtor abraça para botar seu dedo. O que sai desse liquidificador é um Electrotrap, que não parece ter 110 como sua marcação BPM (batidas por minuto).

Outra surpresa vem com Starwin. Na maioria das vezes, o som distoa do que Ridha vem fazendo. Trata-se de um Disco House com sintetizadores oitentistas já conhecidos em loop, mais uma produção focada em festivais, boa para acalmar os ânimos. Push Em Up tem seu título repetido também e parece muito o que Diplo fazia no começo de sua carreira. Não dá tempo para ter certeza, a faixa termina antes de decidir.

É fácil partir do pressuposto que Boys Noize não tem que provar mais nada. Julgar seus trabalhos já parou de ser um objetivo crítico e começou a ser mais um exercício de interpretação. Alex desde 2011 decidiu sair da zona de conforto, fez trabalhos excepcionais e, de uma forma bem natural, vem brincando com gêneros. Go Hard é uma dessas brincadeiras. Soa como um EP de “sobras”, com faixas desconectadas entre si, com a proposta de mistura de gêneros Electro/Rave/Disco/Techno/Trap. Tanto que não parece tertempo suficiente para fechar a obra e foi necessário adicionar um suspiro como bem fala o nome da faixa: Inhale/Exhale. Necessidade? Nenhuma. Go Hard tem faixas muito boas e faixas muito desconexas. Mas, no final das contas, é só mais um dos títulos nos vários que Boys Noize coleciona. Não é seu melhor, não é seu pior, é neutro, de boa qualidade e não soa ambicioso. Também do jeito que as coisas andam, não vai demorar para que outro trabalho venha para que a gente analise e fique satisfeito com o alemão de novo.

 2,453 total views

BOM PARA QUEM OUVE: 2manyDjs, Dog Blood, Diplo
ARTISTA: Boys Noize
MARCADORES: Electro, Techno, Trap

Autor:

Publicitário que não sabe o que consome mais: música, jornalismo ou Burger King