Resenhas

Broods – Conscious

Pop Eletrônico de qualidade vem acompanhado de hits com conteúdo

2,056 total views, no views today

Ano: 2016
Selo: Capital Records
# Faixas: 13
Estilos: Pop, Pop Eletrônico
Duração: 48
Nota: 3.5
Produção: Joel Little, Alex Hope, Captain Cuts e Broods

Se Paulo de Tarso escreveu que “permanecem estes três: a fé, a esperança e o amor”, Broods parece contar sua história em uma perspectiva que envolve apenas dois terços da realidade proposta, tendo a esperança como alvo de um processo que envolve quem já amou e já acreditou, agora trabalha para ver dias melhores.

Essa é uma possibilidade de interpretação do disco Conscious, segundo da dupla de irmãos neo-zelandeses. E é importante começar a falar de seu trabalho dessa forma, exprimindo significados, já que audições menos autentas do álbum são falhas em encontrar algumas de suas qualidades, sendo que a maior delas é conseguir dialogar temas pessoais relevantes em um formato que revela o melhor do que o lado Eletrônico da música Pop tem hoje em dia.

Parte da responsabilidade pelo fato vem de termos como produtor executivo o mesmo Joel Little que já trabalhou com gente do calibre de Ellie Goulding (com quem Broods já excursionou) e Lorde (que co-escreveu o hit Heartlines com o duo). Isso resultou em treze canções que soam muito familiares para qualquer um inteirado no que o gênero traz hoje, porém que não falham em mostrar sua alta qualidade – seja em nível técnico ou naquele aspecto Pop de você querer ouvi-las repetidas vezes.

De volta à parte temática, há sempre uma grande vontade de recuperar algo perdido ou atingir uma nova fase de vida, assim como o desejo de não medir esforços para fazer isso acontecer (como percebemos na abertura com Free) ou o de uma interferência alheia que mude toda a situação (como canta a faixa-título, que faz também as vezes de encerramento do disco). Novamente, é o amor – no sentido de algo interno que te move em uma direção – e a fé – como a perspectiva de algo maior – acompanhados de uma incômoda desesperança, o que gera uma interessante melancolia ao longo do repertório.

Seja nas mais lentas (como All of Your Glory e Freak of Nature, essa última com Tove Lo), ou em pequenas pérolas dançantes (Are You Home, Couldn’t Believe), Broods revela uma musicalidade deliciosa para quem quiser ouvir Pop de qualidade e conteúdo de sobra para amparar essa audição.

(Conscious em uma faixa: Are You Home)

2,057 total views, 1 views today

ARTISTA: Broods
MARCADORES: Pop, Pop Eletrônico

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.