Resenhas

Camera Obscura – Desire Lines

Banda escocesa exporta o tímido verão europeu para todo o mundo em seu quinto álbum, cheio de músicas “feel good”

 4,549 total views

Ano: 2013
Selo: 4D
# Faixas: 12
Estilos: Indie Pop, Twee
Duração: 46:50
Nota: 4.0
Produção: Tucker Martine
Itunes: http://clk.tradedoubler.com/click?p=214843&a=2184158&url=https%3A%2F%2Fitunes.apple.com%2Fbr%2Falbum%2Fdesire-lines%2Fid632

Percebo que nossa mentalidade de país tropical nem sempre dá conta das drásticas mudanças no tempo entre estações que ocorrem nos países de clima temperado. Nossa diferença entre inverno e verão é pouco significativa, então nem sempre entedemos a felicidade de sair de uma temporada gélida para adentrar em um período ensolarado do ano.

Lembrar disso ao ouvir o novo trabalho da escocesa Camera Obscura, Desire Lines, pode dar uma nova ambientação à sua audição. Lançado na virada entre primavera e verão no hemisfério norte, o disco traz canções ensolaradas com gosto de festa à noitinha no terraço. A trilha perfeita para curtir a nova estação ou lembrar com nostalgia os verões passados.

Com um som que fica no meio do caminho entre o carisma de She & Him e a timidez de sua conterrânea Belle & Sebastian, a banda cria uma obra que sabe agradar tanto um bailinho a dois quanto uma brisa melancólica na varanda, alternando principalmente entre esses dois momentos.

É difícil não se deixar agradar por Do It Again, o single que puxa a divulgação do álbum ao lado de Fifth in Line to the Throne, algo que faria sentido ter sido gravado por Zooey Deschanel. Mas, muito antes do meio do disco, você já é fisgado logo após a Intro, logo aos primeiros acordes de This is Love (Feels Alright). A partir daí, é um novo sorriso a cada início de faixa.

Mesmo após muitos replays, porém, são poucas as músicas que se destacam por si só. Enquanto a banda, e mesmo o álbum, tem muita personalidade, a maior parte das faixas agrada sem revelar características muito marcantes a não ser a sensação boa que vem nas sequências.

Em meio a isso, I Missed Your Party se destaca como algo que parece ter ficado de fora de alguma obra de Belle & Sebastian, Break It to You Gently tem o refrão mais sutilmente grudento do Pop em 2013 e as guitarras Indie em Troublemaker dão uma variedade muito bem-vinda à primeira metade do disco.

Desire Lines fica como um pedacinho do verão europeu exportado para o friozinho que passamos por aqui nesta época do ano, além de uma verdadeira aula que Camera Obscura nos dá de presente sobre o que significa uma música feel good.

 4,550 total views

BOM PARA QUEM OUVE: She & Him, Belle & Sebastian, Best Coast
MARCADORES: Indie Pop, Ouça, Twee

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.