Resenhas

Car Seat Headrest – Teens Of Denial 

Juvenilidade esbanjada no álbum nos relembra a própria natureza do Rock em grande obra

2,157 total views, no views today

Ano: 2016
Selo: Matador Records
# Faixas: 12
Estilos: Rock Alternativo, Indie Rock, Garage Rock
Duração: 1h12
Nota: 4.0

Se o Rock é sempre mais interessante quando se rebela contra uma de suas principais raízes, que é a própria indústria fonográfica como a conhecemos hoje, ele chama também mais atenção quando abraça uma de suas características originais: A juvenilidade.

Não só porque ninguém merece “Rock de tiozão”, mas pela naturalidade com que as crônicas da pouca idade ficam bem acompanhadas de guitarras elétricas. Teens of Denial é justamente isso, um apanhado de pequenas narrativas que resumem com certo humor algumas situações vividas ou testemunhadas na adolescência e nos anos que logo a sucedem. Além disso, entrará para a história como o disco que colocou Car Seat Headrest no mapa.

O som pode não impressionar tanto assim em uma primeira audição, mas a repetição denuncia que trata-se do candidato a In the Aeroplane Over the Sea de 2016, ou seja, uma obra que tem tudo para ser apreciada em nível “cult” pelas próximas gerações, o que só é possível por uma alta qualidade calcada por liberdade criativa, fluência no(s) estilo(s) e propriedade no discurso, seja ele fictício ou não.

É um disco leve e cada faixa traz pelo menos um momento memorável, na letra ou não, e poderá evocar referências e lembranças de outras bandas também juvenis que optaram por trabalhar às margens do que o mercado impõe, seja por princípio ou por pura estética. Independente disso, Teens of Denial merece ser ouvido no mesmo espírito desencanado com que narra situações dignas de comédias norte-americanas ou solta um “fuck you” entre uma faixa e outra.

E guardemos o nome Car Seat Headrest, na torcida para que seu amadurecimento tarde.

(Teens of Denial em uma faixa: (Joe Gets Kicked Out of School for Using) Drugs with Friends (but Says This Isn’t a Problem))

2,158 total views, 1 views today

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.