Resenhas

Caustic Window (Aphex Twin) – Caustic Window

Raríssimo disco de 1994 de Aphex Twin, lançado após crowdfunding, nos resgata para a cena clubber noventista

1,636 total views, no views today

Ano: 1994
Selo: Rephlex
# Faixas: 15
Estilos: Acid Techno, Ambient Techno, IDM
Duração: 69:25
Nota: 3.5
Produção: Richard D. James

Em 1994, esperava-se o lançamento de um álbum que aguçava a mente dos (hoje) finados clubbers que esperavam por descobrir as possíveis novas batidas que tomariam conta das pistas do mundo inteiro. Entretanto, o lançamento não veio e apenas quatro pessoas tiveram acesso a uma prensagem de teste em vinil. Este disco era/é Caustic Window, que também é o nome pelo qual Richard D. James adotou para esse trabalho, mas que tem como nome artístico mais conhecido por Aphex Twin.

Finalmente, após 20 anos, eis que o público “mortal” teve acesso às músicas até então raríssimas que Richard havia produzido ainda no início de carreira. E a jornada para se ter tal material não foi fácil. Após surgir por uma alta quantia em milhares de dólares no site Discogs, um grupo resolveu fazer um crowdfundng a fim de conseguir pagar pelo disco e pelo direito autoral e de distribuição. Assim, pagando 16 dólares, cada pessoa tinha o direito de ter uma versão digital do até então não lançado disco de Richard James, que acabou após a “vaquinha”, vendido pela bagatela de 46.300 dólares pelo criador do Minecfart.

Dado o background no mínimo curioso e inédito, Caustic Window pode até fazer jus a toda essa novela e esforços para ouvirmos os narcóticos sons de suas 14 faixas (visto que a 15ª é composta por dois trotes telefônicos) carregados de graves e uma ambientação hipnótica que Richard tão bem soube cosntruir em sua carreira e por isso se tornou uma das referências para o estilo.

O que se pode dizer é que ficaria até difícil esconder que o álbum foi gravado em 1994 tamanha a identidade dos clubs do Reino Unido que ele carrega em suas músicas. Com um IDM puxando o Techno noventista, aquele mais bem produzido e com uma estrutura de loops entorpecentes – o misterioso álbum resgata o público fã de Aphex Twin para uma noite clubber que parece vir do túnel do tempo. Com uma linearidade interessante, James produziu um disco que não se vicia – no sentido de cair em uma mesma espiral eterna de som – e que se diversifca dentro do estilo sabendo muito bem a linha ténue de como se usar o looping antes de que o ouvnte se enjoe da repetição.

Intenso e vívido, Caustic Window não foi lançado por algum motivo desconhecido. Talvez Richard não tenha se sentido à vontade para a divulgação da obra sabe-se lá por que. O que se sabe é que tal disco soa bem parecido com o que se ouve em um de seus clássico lançado em 1995 – …I Care Because You Do.

Entretanto, parando para analisarmos, fica a questão curiosa de ser um disco “não aprovado” por seu criadoe, e que foi lançado por fãs para fãs. Enfim, como diria o outro, estando bom para ambas as partes é o que importa, e temos a certeza de um interessante ponto dado na história da música e de um “novo” disco para os fãs da hipnótica música Eletrônica de Richard e de todo uma cena clubber.

1,637 total views, 1 views today

BOM PARA QUEM OUVE: Actress, The Chemical Brothers, Burial
ARTISTA: Aphex Twin

Autor:

Marketeiro, baixista, e sempre ouvindo música. Precisa comer toneladas de arroz com feijão para chegar a ser um Thunderbird (mas faz o que pode).