Dalton – Dalton EP

Primeiro EP de Nata Harar é uma compilção camaleônica, e às vezes esquizofrênica, de músicas que apontam em direções diferentes umas das outras

1,351 total views, no views today

Ano: 2012
Selo: Independente
# Faixas: 5
Estilos: Indie Rock, Rock Alternativo
Duração: 19:20
Nota: 3.5

Breaker é uma boa abertura para Dalton EP. A faixa consegue apresentar em pequenas doses o que podemos esperar deste lançamento e do próprio Dalton, já que esse é o primeiro contato com o artista. A presença marcante da guitarra, a percussão forte, alguma ou outra estranheza no meio faixa são alguns dos elementos que mais marcam o pequeno disco. Mesmo que o restante do trabalho não siga exatamente a mesma linha dessa música, ela já nos conta um pouquinho do que está por vir.

Apesar de esse ser o primeiro EP de Nate Harar sob o pseudônimo, o jovem músico já tem um extenso background nas mais diversas bandas que passou durante sua adolescência. Dessas experiências anteriores vem um tanto da maturidade que encontramos aqui, seja nas letras ou nos arranjos. Ele sabe muito bem o que está fazendo e está consciente em cada escolha que faz para montar seu primeiro trabalho.

Lendo mais sobre Nate e sobre suas raízes na música, descobri que um dos seus maiores ídolos é ninguém menos que David Bowie. Essa informação é importante para entender a sonoridade e a proposta que ele trouxe para seu projeto. Assim como Bowie, que mudava quase que completamente de estilo entre um lançamento e outro, Dalton tem essa característica camaleônica e, às vezes, esquizofrênica em seu trabalho. Cada uma das cinco faixas que compõem o disco segue um caminho diferente, mas em nenhum momento se tornam alienígenas ou estranhas dentro do todo.

As outras influências de Nate também aparecem, mas agora de forma mais pontual e que ficam evidentes em cada música – Shut Up and Listen tem uma carga do Indie Rock do começo dos anos 90 e muito do Pixies, Animal tem uma pitadinha da grandiosidade do Arcade Fire e Speak Easy traz ao presente à sonoridade do Blur e seu Britpop.

A identidade sonora de Dalton está em não se deter em um só estilo ou se limitar a seguir determinado gênero. Às vezes é como se ele estivesse se fantasiando como alguns de seus ídolos e tentando fazer músicas como as deles, mas sempre mantendo sua identidade própria.

1,352 total views, 1 views today

BOM PARA QUEM OUVE: The Shins, Cat Power, Blur
ARTISTA: Dalton

Autor:

Desde criançaa apaixonado por música, consumidor compulsivo de hamburguer e chato