Editors – In Dream

Grupo continua com o mesmo ritmo sombrio de sua carreira até agora

1,264 total views, 8 views today

Ano: 2015
Selo: PIAS
# Faixas: 10
Estilos: Post-Rock, Darkwave, Indie
Duração: 51:02
Nota: 2.0
Produção: Editors

Se em The Weight Of Love, o álbum anterior da banda inglesa Editors, podíamos subtrair de seu título sua atmosfera romântica pesada e sombria, em seu novo lançamento, In Dream, por sua vez, tenta-se disfarçar ligeiramente a essência lúgubre do grupo em nome de algo mais etéreo e suave.

Todavia, apesar de sua capa nebulosa e dos títulos de suas faixas que remetem a palavras como “perdão” e “salvação” (além da sugestão onírica do trabalho em si), Editors habita o mesmo universo pesado, demorado e grave de anteriormente. É claro, não temos aqui tantas guitarras distorcidas, e, além disso, a presença de baterias eletrônicas tentam evocar o clima de sonho, mas o ritmo arrastado do trabalho e a voz barítona de seu vocalista Tom Smith dificilmente superam o aspecto lamacento de suas faixas.

In Dream conta com a produção da própria banda e, assim, consegue destacar-se ainda mais num aspecto que sempre foi um de seus pontos altos: a qualidade de suas gravações. Outros pontos fortes, no entanto, parecem ser o dilema da identidade de Editors: voz grave e melancolia acentuada, ao que parece, sempre farão o grupo ser comparado à Ian Curtis e seu Joy Division, embora não haja aqui tanta angústia como este último. Do mesmo modo, no cenário contemporâneo, vêm imediatamente a cabeça as superporduções sisudas de San Fermin (mais em sua estreia homônima do que em Jackrabbit) e também do Post-Rock polido dos americanos de The National.

Mantendo o mesmo ritmo de seus outros lançamentos até agora, In Dream não é nenhum grande destaque, e escorrega entre os hinos grandiosos e o tédio da falta de dinâmica. Mas, sem dúvidas, vai agradar aos fãs do grupo, ainda mais considerando sua produção cristalina e autonomia recentes.

1,265 total views, 9 views today

BOM PARA QUEM OUVE: San Fermin, The National, Joy Division
ARTISTA: Editors
MARCADORES: Darkwave, Indie, Post-Rock

Autor:

Discreto e silencioso. Falo pouco, ouço bem, porém.