Resenhas

Eternal Tapestry – Dawn in 2 Dimensions

O sexto disco da banda mostra uma longa viagem por terrenos psicodélicos e lisérgicos guiados por uma instrumentação impecável

 1,264 total views

Ano: 2012
Selo: Thrill Jockey
# Faixas: 4
Estilos: Rock Psicodélico
Duração: 45:35
Nota: 3.0

Eternal Tapestry é uma banda recente, porém muito produtiva – em seis anos, ela já entrega seu sexto disco. Dawn In 2 Dimensions se alonga por 45 minutos da mais pura psicodelia instrumental, passando por momentos roqueiros regados a riffs distorcidos e por momentos serenos, em que o saxofone se une à guitarra lamuriosa, caso de Bread of Dreams.

O disco conta com somente quatro faixas. Uma delas, I.S.F.S. – Dawn in 2 Dimensions – Quantum Leap, ultrapassa a marca dos 20 vinte minutos de duração e fecha a obra mostrando um lado guitarreiro e se alterna entra o melódico e o caos, mostrando mudanças que estão presentes em todo o álbum. As três sessões da música conversam muito bem entre si, passando do Kraut ao Dark Noise.

Wholeodome abre o disco mostrando seu lado roqueiro, com o trio de saxofone, baixo e guitarra fazendo toda uma ambientação lisérgica enquanto a bateria cria um clima agressivo. O outro lado da moeda da primeira música é mostrado na já mencionada Bread of Dreams, que conta com uma guitarra chorosa, enquanto o sax cria uma atmosfera rarefeita e pesada na música.

Com pouco mais de 13 minutos, Marrow of the Wand é introduzida ao som de violões e já se percebe a guitarra ao fundo entrando em cena, como se viesse de longe. A bateria, mais uma vez agressiva, cria o clima perfeito para o duelo de guitarras que se estende por grande parte da faixa. Mais uma vez, a música muda de pegada repentinamente, acalmando-se antes de chegar ao seu clímax.

A longa viagem instrumental de Dawn In 2 Dimensions acaba sem deixar muito claras as pretensões de seus criadores. São ótimas músicas, porém não parece haver conexão ou contexto entre elas.

 1,265 total views

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts