Resenhas

Forth Wanderers – Slop EP

Banda traz uma proposta amena ao Indie Rock Lo-Fi dos anos 2010

 1,548 total views

Ano: 2016
Selo: Father/Daughter Records
# Faixas: 4
Estilos: Indie Rock, Rock Alternativo, Lo-Fi
Nota: 3.5

Na música há uma linha às vezes tênue entre o “mais do mesmo” e seguir as regras de um estilo. Enquanto um é só um repeteco de algo que já estamos cansados de ouvir, o outro é um exercício interessante de reapropriação de um modo de fazer canções com a soma de um estilo próprio. Gosto de pensar que o quinteto Forth Wanderers está mais do lado inventivo do que do lado da cópia.

Pelo menos é o que o grupo norte-americano mostra em seu novo EP, Slop. Há bastante daquele Rock Alternativo, Indie Lo-Fi ou seja lá como você goste de chamá-lo, mas ao mesmo tempo, há bastante identidade nas letras, na voz de Ava Trilling e no emaranhado de guitarras de Ben Guterl e Duke Greene. Volto a dizer, não é tão diferente assim de nomes como TOPS, Weaves e Wolf Alice, mas é bastante interessante.

O grupo traz uma proposta mais amena e por vezes ensolarada ao Indie Rock Lo-Fi dos anos 2010. O resultado é bem agradável aos ouvidos, um som gostoso, cheio de guitarras em timbres estridentes, mas com melodias suaves. Slop, single que dá nome ao compacto, talvez seja a maior prova disso. A música tem um tom despreocupado e traz uma leveza quase desleixada na forma como é tocada.

Esse clima se estende mesmo na mais agitada das faixas, Know Better, música que abre o compacto. Já Nerves tem um tom mais urgente e ainda que suba o nível de ruído, se mantém leve. Unfold fecha o EP em algo mais dramático, carregando as guitarras com tons mais baixos e apresentando uma bateria mais inquieta.

No geral, são quatro músicas muito boas. Uma pena o EP ser tão curto.

(Slop em uma faixa: Slop)

 1,549 total views

BOM PARA QUEM OUVE: Weaves, Wolf Alice, TOPS

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts