Resenhas

Gab Ferreira – visions

A partir de parceria certeira entre Gab e o produtor RØKR, mixtape mistura sensações e sintetiza uma melancolia altamente relacionável

 444 total views

Ano: 2022
Selo: Balaclava Records
# Faixas: 9
Estilos: Eletrônico, Alternativo, Pop
Duração: 24'
Produção: Roberto Kramer (RØKR)

A pandemia transformou a vida de qualquer pessoa e continua a modificá-la. Engana-se quem pensa que existe um fim – talvez a sua gravidade esteja caminhando para um final menos mortal graças às vacinas, mas existe uma cicatriz que nunca vai sumir. E em meio ao furacão desses últimos dois ou três anos, nossas vidas em aparelhos digitalizados abrem não um, mas alguns universos de possibilidades. visions, nova mixtape de Gab Ferreira, explora um mundo musical particular a partir do mundo digital e cibernético.

Chamar o trabalho de “soturno” é apenas defini-lo em uma palavra pouco usual, mas muito utilizada para definir o que é “dark”. Talvez uma simples visualização comparativa revele essa transformação desde Lemon Squeeze, seu primeiro trabalho: sai a paz interior de uma capa solar, entra a tristeza de uma imagem carregada e desolada. No entanto, não é só no design e na semiótica que residem as diferenças – Gab está mais madura e experimental.

Sua voz, tão potente, virou instrumento, como objeto de manipulação, distorção, recorte e síntese pelas mãos do produtor e músico RØKR – mente das mais criativas na cena de música eletrônica brasileira, com incursões quentes pelo dark pop e hyperpop, explorados aqui. Faixas como “pieces” e “faking it” mostram como a parceria foi certeira e sinérgica, com beats incríveis, quebras, picotes de vozes e nuances de construção. O multiverso em que Gab entra permite que ela seja uma cantora brasileira com o domínio do inglês, tanto na composição, quanto no canto e na cadência. (Não me surpreenderia, inclusive, uma explosão viral no TikTok para um público majoritariamente estrangeiro).

“karma”, uma das melhores faixas da mixtape, teve um remix drum ‘n’ bass – perfeito para as pistas – feito pelo produtor Baltra, e “normal” mostra o grande poderio vocal de Gab. O trance “imagination” é outro grande momento do repertório, destacando mais uma vez como a parceria entre cantor e produtora rendeu ótimos frutos. O trabalho de Gab está pronto para o mundão, ainda assim, a única faixa em português, “me encontra lá :)”, um electro com toques de Stranger Things, estabelece identificação imediata – e, por sua atmosfera, certamente é capaz de criar conexões mesmo com quem não fala o idioma cantado.

visions parece ser uma transição para algo ainda maior – um aprendizado pandêmico, um exercício colaborativo em trocas online e um crescimento artístico gigantesco. Na fluência de uma mixtape, o projeto mistura sensações e sintetiza uma melancolia altamente relacionável, aquela de quando nos deparamos com a série de timelines de nossas vidas.

 (visions em uma faixa: “pieces”)

 445 total views

ARTISTA: Gab Ferreira

Autor:

Economista musical, viciado em games, filmes, astrofísica e arte em geral.