Resenhas

Glowe – Instance

Produtor curitibano produz registro envolvente e potente

1,361 total views, no views today

Ano: 2014
Selo: Atlas
# Faixas: 7
Estilos: Experimental, Eletrônica, Glitch Music
Duração: 46:11
Nota: 3.5
Produção: Glowe

Há diversas maneiras de se apreciar um trabalho. Muitas vezes, o jeito mais comum é cantar e dançar com as composições do disco, permitindo que a mensagem e o intuito final da obra se apoderem de nossos corpos produzindo este efeito. Entretanto, há uma categoria particular que requer nada mais do que nossa atenção e concentração: é o modo contemplativo, no qual a obra se assimila a uma pintura, quando a paciência e atenção são virtudes importantíssimas. É desta última categoria que o novo produto do coletivo curitibano Atlas pertence. Instance é um disco que cria um momento único para com o ouvinte.

Glowe cria aqui uma série de sete faixas que exploram texturas que circundam o campo da Glitch Music, ao mesmo tempo que procuram elementos chave da Ambient Music. Em um registro relativamente curto, temos composições que brincam com um minimalismo clássico de artistas como James Blake, ao mesmo tempo que conseguem destacar uma grande profundidade trabalhada em reverbs. Desta forma, o projeto trabalha com características aparentemente antagônicas criando uma identidade bem concreta.

Esta identidade pode ser confundida com uma “mesmisse”, ou seja, aquela sensação de que estamos ouvindo a mesmo música durante a reprodução do disco todo. Entretanto, é possível afirmar que essa “repetição” pode ser encarada como uma exploração dentro de um limite, ou seja, Glowe procura evidenciar todos os aspectos e dinâmicas de seu universo, mesmo que a mudança de uma composição para outra seja bem sutíl. De qualquer forma, este registro rende ótimos momentos, como as faixas Island, Inside Your Radio Head e Pale Blue Dot.

Com um nome que faz jus à sua proposta, Instance revela o poder da instância. O quão forte o disco envolve o ouvinte e como, durante a reprodução das sete faixas, nada mais importa. Tal relação é extremamente difícil de se conseguir, independente do gênero do artista, portanto Glowe é um nome para se ficar de olho. Um dos melhores produtos do coletivo Atlas.

1,362 total views, 1 views today

BOM PARA QUEM OUVE: Dirty Beaches, Radiohead, James Blake
ARTISTA: Glowe

Autor:

Designer frustrado, julgador de capas de discos e odiador daqueles que põem o feijão antes do arroz.