H.E.R. – I Used to Know Her: The Prelude

Artista prepara o terreno para seu álbum de estreia com amostra suntuosa de R&B

735 total views, 3 views today

Ano: 2018
Selo: RCA
# Faixas: 6
Estilos: Rap, Hip Hop, R&B
Duração: 20
Nota: 3.0
Produção: BassmanFoster, Cardiak, Dernst "D'Mile" Emile II, Flippa, Jeff Gitelman, Jeffrey Gitelman, Swagg R'Celious e Wallis Lane

Fazendo jus ao nome artístico que escolheu, a jovem Gabriella Wilson vai, aos poucos, revelando a identidade do projeto H.E.R. (Having Everything Revealed). Após três EPs lançados (H.E.R. Volume 1, Volume 2, e Volume 2 The B Sides), a artista estadunidense continua a prepar o terreno antes de lançar um debute oficial. I Used to Know Her: The Prelude funciona, como o próprio nome indica, como um teaser para aquele que será seu primeiro álbum completo.

Embora a fala de Wilson tenha acentos muitos fortes vindos do Rap, que são explorados com mais firmeza na primeira faixa, Lost Souls, a linha de pensamento por aqui opta pelo R&B. Com exceção da introdução, todas as músicas restantes falam de corações partidos através de melodias suntuosas e noturnas, de contrabaixo ressonante, amparado por uma produção eletrônica à meia luz. A herança musical de H.E.R. apoia-se num imaginário bem estabelecido, o de um público que aprendeu a destilar sua mágoa romântica através da poesia de Lauryn Hil, e que hoje encontra amparo em nomes como Syd, Ella Mai ou Jorja Smith.

Será interessante notar também como um discurso crítico, feminista, está incorporado às letras de I Used to Know Her… de maneira bastante natural, sem forçar a barra do didatismo, sintoma típico da nova geração musical. Wilson fala sobre auto-imagem, sobre relacionamentos abusivos e sobre aceitação, e tudo isso brota sem qualquer medo de enfiar o pé na jaca das crises amorosas, expondo sua intimidade de maneira acessível, de um jeito que fica fácil de empatizar.

Por enquanto, H.E.R. vem apenas esquentando os motores e atiçando a curiosidade do público. I Used to Know Her… dificilmente vai chamar a atenção de quem não é, já de partida, fã de R&B – ou dos gêneros musicais correlatos ao Hip Hop. No entanto, vai deslizar facilmente pelos ouvidos de um nicho mais simpático ao estilo. Resta, portanto, aguardar até que a face de H.E.R. esteja completamente revelada.

(I Used to Know Her: The Prelude em uma música: Could’ve Been)

736 total views, 4 views today

BOM PARA QUEM OUVE: Jorja Smith, Ella Mai, Lauryn Hill
ARTISTA: H.E.R.
MARCADORES: Hip Hop, R&B, Rap

Autor:

Discreto e silencioso. Falo pouco, ouço bem, porém.