Resenhas

Hospitality – Hospitality

Com uma incrível voz Amber Papini e sua banda nos entrega uma das melhores estreias do ano com altas doses de Indie Pop e melodias pegajosas

1,175 total views, no views today

Ano: 2012
Selo: Merge
# Faixas: 10
Estilos: Indie Pop, Dream Pop
Duração: 32:53
Nota: 3.5

Saído da Meca do Indie Pop, o bairro nova-iorquino Brooklyn, o trio Hospitality fez um disco repleto de melodias pegajosas que se unem perfeitamente ao charmoso vocal de Amber Papini, que além de ter uma bela voz é uma ótima letrista. Suas composições misturam doses iguais de sentimento de liberdade, maus momentos e, como não poderia faltar em um bom Dream Pop, as temáticas de amores que não deram certo, tudo isso explorado de forma leve e com um apelo Pop muito forte. E, sem dúvidas, o grande encanto deste trio é Papini com sua voz doce e seu lirismo que levam o disco a lugares que poucas bandas do estilo conseguem chegar.

A sorridente baladinha Eight Avenue abre o disco quase como um Twee e suas melodias sonhadoras e inocentes remetem bastante a som de bandas como Camera Obscura. Sua instrumentação quase acústica é invadida ao final da música por uma guitarra deliciosamente Pop e melódica. O grande single, Friends Of Friends, se mostra bem amigável às rádios com uma sessão rítmica bem marcante e dançante e mostra mais um pouco da elasticidade vocal de Papini e também a versatilidade que as guitarras apresentam durante o disco.

O álbum ainda flutua por esse clima ameno e ensolarado em Betty Wang e passeia também em uma área mais melancólica nas faixas Julie e Sleepover. Já em The Right Profession a banda volta aos eixos festivos com seus riffs alegres e suingados que ficam em segundo plano enquanto a bateria cria o ritmo. A animada All Day Today fecha o disco com uma poderosa percussão e ao som de saxofones. A voz de Amber se mostra ainda mais poderosa nesta faixa.

O Pop guiado por guitarras deste trio está bem diferente do que se apresentava quando a hype em cima deles foi criada (com seus EPs lançados há alguns anos), as músicas que foram para o disco ganharam um ar bem menos Lo-Fi e uma produção cuidadosa. A vibe radiofônica do Hospitality consegue encantar até mesmo quem não gosta de músicas feita com mira nas rádios.

1,176 total views, 1 views today

BOM PARA QUEM OUVE: Sharon Van Etten, La Sera, Frankie Rose
ARTISTA: Hospitality
MARCADORES: Dream Pop, Indie Pop

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts