Resenhas

Jan Felipe – Fuga

Músico traz novas referências à sua segunda obra poliglota e poliforme

 1,957 total views

Ano: 2016
Selo: Independente
# Faixas: 11
Estilos: Soft Rock, MPB, Pop Alternativo
Nota: 3.0
Produção: Jan Felipe

Nem parece, mas já passaram cinco anos desde que o franco-brasileiro Jan Felipe estreou em seu primeiro disco, Abril. Desde então, ele lançou diversos EPs que preencheram a linha do tempo criativa do músico, mas sem nunca atingir o mesmo grau de complexidade daquele seu álbum de estreia.

Com Fuga, Jan recupera esse lado mais amplo de sua música, que é tão plural quanto é poliglota. Cantado em português, inglês e francês, o registro é soma de possibilidades líricas e experiências sensoriais bastante agradáveis. Musicalmente, há elementos do Soft Rock (We Are One), MPB (Canção do Luar) e o Pop oitentista brasileiro (Nu Vazio) – o que parece a soma de várias referências absorvidas pelo músico ao longo dos anos – unidos de forma bastante natural.

E essa naturalidade vem também pela forma tão pessoal com que as letras são construídas e externadas, além das melodias e arranjos terem sido criados todos pelo músico, que assumiu ainda o papel de produção e mixagem – até mesmo a capa foi criada por Jan. Tudo aqui vem de Felipe, cada detalhe foi criado pelo artista para soar dessa ou daquela maneira, uma sinceridade que escancara suas qualidades e defeitos.

Reitero o que já disse uma vez, Jan é capaz de traduzir muito bem sua relação com o local em que vive, sua poesia parece brotar desse convívio com a cidade com a cidade e a vida que cria nela. Residindo em São Paulo já há alguns anos, ele cria um disco com essa cara multiforme e cosmopolita, às vezes um pouco disforme, às vezes um pouco caótica, às vez um pouco cinza e melancólica, mas sempre muito inspiradora.

*(Fuga em uma faixa: Fuga*)

 1,958 total views

BOM PARA QUEM OUVE: SILVA, Wado, Destroyer
ARTISTA: Jan Felipe

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts