Resenhas

Jan Felipe – Interludes

Enquanto prepara seu segundo álbum, músico proclama Fernando Pessoa e canta suas dores em formato acústico, trabalhando o Folk sem perder algum brasileirismo

 2,681 total views

Ano: 2013
Selo: Independente
# Faixas: 5
Estilos: Folk, Indie Folk, MPB
Duração: 13:30
Nota: 3.5

Interlúdios são passagens, intervalos breves entre momentos maiores. Com tantas mudanças constantemente, a vida é feita deles. Interludes é também o nome do curto novo EP do franco-carioca Jan Felipe, lançado para download gratuito na Web.

Ele começa com um poema de Fernando Pessoa musicado por Jan há algum tempo, Contemplo o Lago Mudo. Da segunda faixa em diante, o que vemos são composições próprias acompanhadas de violão no melhor clima Folk introspectivo.

Alternando entre português, inglês e francês, o músico mostra versos desiludidos que destilam melancolia e pessoalidade. “Muito sincero nas letras e trágico nas músicas”, como ele mesmo diz, o EP foi gravado ao longo de 2012 em Paris, contando pequenos momentos que são partes de um todo – tanto o intervalo de tempo, quanto o período da vida do moço na capital da França.

As três músicas centrais são todas bonitas, mas a última, Impulso, surge como uma pequena pérola que vai conquistar instantaneamente os admiradores da música brasileira. Jan canta com o saudosismo de poetas que brincam com métricas e acordes tão próprios da nossa música. Desconfio que é nessa referência às músicas que ouvia por aí no tempo em que morou no país que reside a raiz de sua brasilidade.

Interludes vem também como um pequeno capítulo entre dois álbuns, Abril (2011) e um futuro trabalho que já está sendo preparado, mas que trabalhará mais de suas veias elétricas e eletrônicas em letras menos pessoais. Enquanto isso, neste interim, Jan Felipe aproveita para mostrar seu lado mais orgânico e acústico.

 2,682 total views

BOM PARA QUEM OUVE: Junip, Elliot Smith, Cícero
ARTISTA: Jan Felipe
MARCADORES: EP, Folk, Indie Folk, MPB

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.