Resenhas

Jeremih & Shlohmo – No More EP

Parceria de produtor e cantor de R&B rende um disco contemporâneo repleto de batidas dançantes

 2,267 total views

Ano: 2014
Selo: Wedidit, Def Jam Recordings
# Faixas: 6
Estilos: Hip Hop, Eletrõnica
Duração: 25:00
Nota: 3.5
Produção: Shlohmo
SoundCloud: /tracks/134564515

Shlohmo está fazendo tudo certo. Começou lançando diversos EPs para mostrar o seu trabalho concentrado em batidas de Hip Hop minimalistas, mas sempre com os pés na música Eletrônica e nas diversas texturas que o estilo permite. Um deles, Laid Out, foi inclusive muito elogiado por nós e se tem um defeito, ele reside somente em sua curta duração. Trabalho exposto, trabalho visto. Veio a parceria com BANKS, cantora que ganhou muito com o auxílio do produtor e o mesmo acontece agora com Jeremih em No More, EP contemporâneo e feito para fazer qualquer um pirar na pista de dança ou em sua playlist pessoal.

A parceria surgiu após o remix de Shlohmo para Fuck All The Time e ganha novas ares em um trabalho que, se não traz muito ineditismo em sua abordagem do R&B de Jeremih, traz muita coisa boa, principalmente nas batidas do produtor. O tema é a sensualidade que uma batida mínima consegue transportar com a voz provocante do cantor. Do começo ao fim do EP, todas as faixas parecem ser criadas para serem consumidas no ato sexual ou em qualquer ambiente que permita a troca de olhares, dança e saliva, como um clube. Se não bastasse a sua estrutura, as letras contribuem para estimular o ouvinte. Caso de Bo Peep com seu clima misterioso construído a partir de pequenos elementos: bumbo constante, um sample bem pontuado e os versos “I Gonna Do You”, que dispensa traduções.

Se seguimos nos deliciando com as batidas de Shlohmo – como no caso da industrial No More -, a voz de Jeremih acaba se encaixando perfeitamente aqui, construindo músicas que fogem um pouco de suas influências ou de referências como The Weeknd e How to Dress To Well. Ambos são sentidos seja no falsete de voz ou construção dark e pesada de Let It Go ou Dope, no entanto, não existe um momento que não te faça querer dançar ou se movimentar, extrapolar a sensualidade proposta e exigir o contato, mais do que o sentimento propriamente. É na verdade R&B moderno, feito aos moldes de seus contemporâneo, mas com drops de batidas e momentos que nos fazem pensar mais no Hip Hop do que qualquer outra coisa em uma ótima combinação que flui bem.

A participação de Chance The Rapper no encerramento The End é a síntese do que o produtor vem fazendo de melhor nos últimos anos: batidas cheias de groove, pegajosas e que trazem participações especiais para encorpar o resultado final. O rapper surge pontualmente, mas traz a textura perfeita quando o clima da faixa muda ao seu final: o tempo é reduzido, tudo é lento e letárgico, e Chance aparece para poucas palavras bem encaixadas. No entanto, não se engane, se a produção de Shlohmo é impecável, Jeremih acaba contribuindo para que tudo se torne acessível, dançante e sexy em uma voz que, se não se diferencia muito do que já ouvimos no R&B, é perfeita para a proposta do EP, um trabalho que se consolida o produtor e traz também ao grande público uma bela e dinâmica voz em uma obra contemporânea: escutá-la te remete sempre ao presente e, em alguns momentos, ao futuro, algo sempre valorizado quando o olhar ao passado parece ser a solução para grande parte dos artistas atuais. Coloque em sua playlist ou na festa na casa de amigos e a chance de contágio será muito grande.

No More EP pode ser baixado no site nomorenomorenomore.us.

 2,268 total views

BOM PARA QUEM OUVE: BANKS, Chance the Rapper, The Weeknd
ARTISTA: Jeremih, Shlohmo
MARCADORES: Eletrônica, Hip Hop, Ouça

Autor:

Economista musical, viciado em games, filmes, astrofísica e arte em geral.