John Frusciante – Outsides EP

Curto EP de ex-Red Hot Chilli Peppers não acompanha o potencial do guitarrista e falha em sua proposta

2,102 total views, 1 views today

Ano: 2013
Selo: Record Collection
# Faixas: 3
Estilos: Pop, Rock
Duração: 19:10
Nota: 1.0
Produção: John Frusciante

O que John Frusciante está fazendo com a sua carreira é uma grande questão a ser abordada. Após o lançamento de dois Eps no ano passado, o médio-interessante Letur-Lefr com uma abordagem que parecia mais voltada para o Hip Hop e o péssimo-sintético PBX FUNICULAR INTAGLIO ZONE, o ex-guitarrista e brilhante membro do Red Hot Chilli Peppers nos entrega mais uma curta obra, Outsides que infelizmente não consegue seguir a história do artista.

Com três músicas somente, o Ep evidencia um artista que tenta se inovar e que parte em direção da música eletrônica mas que sob o comando de computadores mostra-se um relez mortal como qualquer outro.Same é feito com uma bateria eletrônica em loop bem simples e é basicamente um grande solo do guitarrista sintetizado e alterado. Longe de demonstrar a essência e sentimento dos seus belos momentos no Red Hot, a faixa só captura o virtuosismo do músico e nada mais. É chata e descartável.

A curta Breathic é extremamente experimental e parece mais uma brincadeira do músico com seus instrumentos. Não sabemos se ela teve graça ou não, e se o improviso eletrônico encontra algum sentido ao seu final. A salvação acaba ficando com Shelf, única faixa coesa, com começo, meio e fim e que pode sim ser uma esperança para os fãs do músico, caso o mesmo decida de vez deixar as suas guitarras de lado. Quebrada e meio jazzística, tem toques minimalistas de Burial e tem em sua metade uma grande instrumentação no sintetizador, não em técnica mas sim em feeling. Sorte nossa que algo ainda presta neste EP.

Como fã do trabalho de John, tanto solo quando brincava com a psicodelia como nos serviços prestados ao Red Hot, Outsides pode ser considerado um dos piores momentos do músico. Se for tratado como um disco de música como outro qualquer, aí as coisas ficam mais complicadas e realmente estamos diante de uma obra abaixo da média, e bem abaixo mesmo. Quando Frusciante anunciara a sua saída do grupo californiano, milhares de admiradores se viram de certa forma orfãos do que poderiam ver daqui pra frente com seu grupo favorito. Solo, o músico só retoma o coro de todos eles:”John, volte para o Red Hot Chilli Peppers!!!”.

2,103 total views, 2 views today

MARCADORES: Pop, Rock

Autor:

Economista musical, viciado em games, filmes, astrofísica e arte em geral.