Resenhas

Kelela – Hallucinogen EP

EP é evolução natural de sua mixtape e a destaca como uma das grandes vozes do R&B atual

 2,294 total views

Ano: 2015
Selo: Warp Records
# Faixas: 6
Estilos: R&B, Alt-R&B, Pop
Duração: 23:46
Nota: 3.5
Produção: Kelela, Ariel Rechtshaid, Kingdom, Nugget, Arca, DJ Dahi, Gifted & Blessed, Girl Unit, Obey City,
SoundCloud: /tracks/221931287

Emocionar alguém é uma das tarefas mais difíceis que alguém pode cumprir. Kelela, em seu EP Hallucinogen, faz isto parecer fácil. As seis músicas reunidas neste trabalho cumprem bem a função de criar uma ambientação que deixe o ouvinte à vontade com seus próprios pensamentos. A cantora de Los Angeles tem uma das vozes mais irretocáveis que surgiram recentemente, algo perceptível tanto ao vivo quanto em suas versões de estúdio e isto é a única coisa que parece precisar.

Kelela, desde seu surgimento com a mixtape Cut 4 Me, parece ter criado um sub-gênero próprio, que tem como essência sua maneira de cantar. Hallucinogen traz batidas produzidas por alguns dos maiores nomes de hoje e é claro que isso conta para a apreciação do disco, mas o que nos mantém presos a ele é o lado humano que sua voz consegue demonstrar. Se em seu próximo trabalho, produtores de diferentes estilos colaborarem com ela, ou se Kelela optar por um caminho quase a capella, ou mesmo se cantar uma receita de bolo, a emoção de sua música continuará intacta.

Esta naturalidade torna a audição fácil e prazerosa. No R&B atual, é comum discos muito elogiados não serem ouvidos com frequência por estarem carregados de uma excessiva preocupação estética ou imersos na tentativa de prever o impacto causado por sua música. Kelela desvia a atenção de seus propósitos, de suas ambições, e faz com que produzir canções boas de serem ouvidas seja seu foco.

Para uma intérprete e compositora, é interessante conseguir intensificar sua mensagem através da melodia de bons nomes do R&B e da música Pop. Uma faixa como o single Rewind (inspirada por uma história vivida por sua amiga durante a passagem da cantora pelo Brasil no ano passado) consegue estimular uma reação física do ouvinte que sempre foi característica do gênero, ao mesmo tempo que consegue agradar quem quiser desvendar suas camadas sintéticas e bem produzidas.

Hallucinogen parece ser uma evolução natural de Cut 4 Me, sem propor nada de diferente do que o gênero ou a própria cantora já desenvolveram. Mesmo assim, é poderoso a ponto de contagiar o mais calejado dos ouvintes, provavelmente pela simplicidade de sua mensagem. É como aquele filme de terror que assusta mesmo quando sabemos o que vai acontecer ou a comédia romântica que emociona mesmo sendo sempre tão óbvia.

 2,295 total views

BOM PARA QUEM OUVE: Alessia Cara, FKA Twigs, Miguel
ARTISTA: Kelela
MARCADORES: Alt-R&B, Ouça, Pop, R&B

Autor:

Nerd de música e fundador do Monkeybuzz.