Resenhas

Kings Of Leon – Mechanical Bull

Álbum soa como resumo da carreira da banda e contém evidências de que estão reencontrando a força que tinham em sua estreia.

5,305 total views, no views today

Ano: 2013
Selo: RCA Records
# Faixas: 11
Estilos: Indie Rock, Southern Rock
Duração: 48:06
Nota: 3.0
Produção: Angelo Petraglia
SoundCloud: /tracks/101442562
Itunes: http://clk.tradedoubler.com/click?p=214843&a=2184158&url=https%3A%2F%2Fitunes.apple.com%2Fbr%2Falbum%2Fmechanical-bull%2Fid

Kings of Leon chega com tudo na abertura de seu trabalho de 2013, e temos na ótima faixa Supersoaker uma clara tentativa de retomar seu Southern Rock do álbum Youth and Young Manhood, seu trabalho de estreia que já conta dez anos de idade, força que perdurou até seu Aha Shake Heartbreak de 2005. Todavia, como uma espécie de resumo sintomático de sua carreira, temos na sequência, a partir da quarta canção de Mechanical Bull, a volta de seu flerte com o Post-rock e sua influência vindo de algum modo dos maneirismos épicos de um distante U2 (nem o título da faixa Beautiful War me deixa mentir).

Embora seja assumidamente despretensioso – no sentido de que, segundo relatos dos próprios integrantes, o processo tenha sido todo muito divertido – uma banda do porte de Kings of Leon jamais seria capaz de entregar um material mal acabado. Mesmo quando passa por um Punk Rock propositalmente parodiado em Don’t Matter, notamos um produção lúcida e cuidadosa. Tendo o tamanho que atingiu com sua história, o grupo que parecia, infelizmente, cada vez mais afastado de uma potência criativa e próximo da necessidade de lançar um CD, parece estar retomando sua força.

O álbum – que possui até treze faixas em sua versão deluxe – conta com ótimos momentos, mas em alguns descuidados recai em fórmulas fáceis meio óbvias – vejam a previsibilidade de Comeback Story – que quase tornam algumas faixas descartáveis. Graças ao timbre e ao estilo próprio do vocalista Caleb Followill, Kings of Leon mantém uma particularidade muito interessante, e aposta nessa força como fator diferencial a todos os momentos (mesmo quando o instrumental se perde nesses ocasiões fracas que já mencionei, de generelizações em sua formatação instrumental e/ou estrutural).

Mechanical Bull me parece um marco na carreira da banda. Não como um álbum diferencial ou poderosa pérola criativa dos Kings of Leon, mas, justamente por soar como uma compilação sintomática da carreira dos mesmos, com uma mira óbvia no Country Rock à la Strokes que lhes deu o nome gigantesco que tem hoje, mas sem fugir ao desenvolvimento Post-Rock que teve durante seu amadurecimento. Acho que dá pra perder a conta de quantas vezes a expressão coming back home ou similares aparecem no decorrer do álbum: está aí um exemplo de que parecem estar encontrando seu caminho de volta.

5,306 total views, no views today

Autor:

Discreto e silencioso. Falo pouco, ouço bem, porém.