Kurt Vile – Bottle It In

Trabalho soa como resultado final de uma fórmula que vem se desenvolvendo há anos

647 total views, 5 views today

Ano: 2018
Selo: Matador
# Faixas: 13
Estilos: Indie, Americana
Duração: 1h18
Nota: 4.0
Produção: Kurt Vile

A obra de Kurt Vile entrelaça o dedilhado da guitarra aos fluxos de pensamento. Conforme suas melodias se desenrolam, temos a impressão de estar diante de uma afluência de energias. Algo místico, talvez.

Essa é, ao menos, a impressão que temos em Bottle It In: a de um artista sentado em posição de lótus em cima de uma prancha de surf, fluindo, deslizando e meditando ao sabor do vento, configurando uma imagem muito improvável, mas divertida, para quem o observa.

Bottle It In fala daqueles sentimentos engarrafados, que acabam, com o tempo, explodindo dentro de nossa adega emocional, trazendo consigo confusão e arrependimento. No entanto, vale frisar, o clima por aqui não é de melancolia. Pelo contrário, é fácil imaginar Vile, um pai de família, sentado na varanda e tocando banjo, tomando sua Bud Light e pensando nos arremates que a vida dá na gente, tentando alcançar através do devaneio coisas que estão do lado de lá da compreensão humana.

Esse tipo de viagem, meio hippie, meio existencialista, sempre esteve presente na obra do músico. O fluxo segue mais ou menos a fórmula trabalhada e refinada por ele nos (ótimos) trabalhos anteriores b’lieve i’m goin down e Lotta Sea Lice, parceira com Courtney Barnett. Ou seja, ouvir Bottle It In é perceber o músico jogando com uma fórmula que já descobriu antes, esticando aqui e ali para descobrir até onde ela vai.

Às vezes, no entanto, ela não alcança tanto quanto o pretendido. Algumas faixas se arrastam demoradamente, numa espécie de auto indulgência no músico, que fecha os olhos e esquece do ouvinte – caso de Skinny Mini, por exemplo, que ultrapassa os dez minutos de elucubrações. Já em outras ocasiões, ao contrário, ouvimos o artista aplicar seus trejeitos em canções mais arrematadas e cravar em cheio uma união do seu universo com o do Pop radiofônico – caso de Rollin With The Flow.

Em seu caminho sinuoso, Bottle It In avança por treze faixas que passam os oitenta minutos de duração. Vile soa seguro de si mesmo, como se entregasse o resultado final de algo que vem se desenvolvendo já há muitos anos. Em seus melhores momentos, se equipara ao creme do material produzido por ele até agora. Pode pôr na lista.

(Bottle It In em uma música: Bassackwards)

648 total views, 6 views today

ARTISTA: Kurt Vile
MARCADORES: Americana, Indie, Ouça

Autor:

Discreto e silencioso. Falo pouco, ouço bem, porém.