Resenhas

Kwabs – Wrong or Right EP

Curto EP recheado de timbres em Soul e arranjo eletrônico introduzem o talentoso ganês

 2,005 total views

Ano: 2014
Selo: Atlantic Records
# Faixas: 4
Estilos: R&B, Neo Soul, Eletrônica
Duração: 18:18
Nota: 3.0
Itunes: http://clk.tradedoubler.com/click?p=214843&a=2184158&url=https%3A%2F%2Fitunes.apple.com%2Fbr%2Falbum%2Fwrong-or-right-ep%2Fid785091889%3Fuo%3D4%26partnerId%3D2003

Kwabena Sarkodee Adjepong nasceu em Gana e mal sabia que, ao adotar o nome de seu projeto musical para Kwabs e lançar o primeiro single Spirit Fade, alcançaria um retorno tão rápido em tão pouco tempo. Contando com o apoio inicial de Emeli Sandé, Joss Stone, Laura Mvula e Plan B, o músico decolou e se torna uma boa promessa. O EP Wrong or Right vem como uma fugaz sequência da tal estreia.

Os poderosos vocais de Adjepong surpreendem logo na canção de abertura e que nomeia o compacto, o timbre Soul se estende também pelas demais composições sem desapontar em nenhum momento. A tal composição inicial conta com a produção de SOHN, que mostra experiência de sobra e pode ser um bom aliado em novas construções do ganês, levando em conta bons resultados obtidos com artistas como BANKS e Disclosure.

Vale arriscar dizer que Kwabs é a soma perfeita de arranjos encontrados em bons trabalhos eletrônicos de Post-Dubstep, como os de James Blake, SBTRKT e Moko, aliado a cordas vocais de personalidade como as de Sampha, Willis Earl Beal, Jacob Banks e Michael Kiwanuka. Os afiados sintetizadores agregam e constrastam a técnica vocal, bem servida de charmosos roucos que conquistam o ouvinte do começo ao fim dos próximos 18 minutos.

Em entrevista recente ao site Digital Spy, Kwabena contou que prepara um álbum de estreia ainda para 2014, se sente muito confiante com sua sonoridade e que por enquanto tem buscado por uma variedade maior no seu repertório, além de galgar pela criação de novas faixas marcantes. Parte do que foi dito pelo próprio realmente faz falta no tal compacto, que conta sim com boas canções mas não traz as características imaginadas para um disco, sendo visto mais como uma compilação de introdução, trazendo inclusive um remix de Ben Pearce que poderia ser facilmente descartado ou até lançado depois. Como síntese do EP, o que mais fica é a curiosidade pelo primeiro registro do talentoso rapaz a sair em breve.

 2,006 total views

BOM PARA QUEM OUVE: Sampha, Frank Ocean, James Blake
ARTISTA: Kwabs
MARCADORES: Eletrônico, Neo Soul, R&B

Autor:

Jornalista por formação, fotógrafo sazonal e aventureiro no design gráfico.