Resenhas

La Sera – Sees the Light

Em seu segundo disco, Katy Goodman consegue nos trazer lindas melodias bem ao estilo Rock/Pop de outras décadas e ainda aliar a isso boas letras sentimentais, que tratam de amores que não deram muito certo

 1,606 total views

Ano: 2012
Selo: Hardly Art
# Faixas: 10
Estilos: Indie Pop, Lo-Fi
Duração: 30:05
Nota: 3.5

Me parece que todo mundo que já faz (ou já fez) parte do Vivian Girls, quando faz um trabalho solo, quer deixar de lado todo o barulho e a distorção e ir partir pra um som mais calminho e, de certa, forma romântico. Não foi diferente com Katy Goodman, baixista do grupo que lançou seu segundo disco sob o nome de Le Sera, que vem exatamente com essa proposta de mostrar outro lado que ela não fazia parte da banda.

Sees the Light traz uma temática amorosa, mas nem sempre o lado bom dela, já que corações partidos, solidão e lágrimas são o foco de Katy nesse álbum. Mas, como o nome do álbum já diz (“veja a luz”), a esperança está presente aqui também, mesmo que bem escondida sob letras tristes e, às vezes, melancólicas.

Com o nome das músicas, já podemos ter um pequeno gostinho do quem vêm pela frente, como Love That’s Gone, It’s Over Now e How Far We’ve Come Now, que nos mostram que a moça não estava na melhor de suas fases emocionais quando compôs o disco. Mesmo muito sentimental, a obra passa longe de ser um disco depressivo por causa dessa esperança espalhada por todo o trabalho.

A sonoridade de Sees The Light é bem próxima da dos anos 50 e 60, com certo ar ainda de ingenuidade dos primórdios do Rock and Roll. O disco ainda tem uma forte presença das guitarras que fizerem sucesso nos anos 90 (como a dos Pixies), tudo isso embalado pela doce voz de Goodman.

Please Be My Third Eye é uma faixa que lembra um pouco o que Katy faz em sua banda, com um ritmo forte marcado pela bateria, e o encanto está na verdade na dupla de guitarras, quando uma delas faz o barulho e a outra traz belas harmonias retiradas dos anos 90, sendo uma música bem amigável para as rádios. Break My Heart pega emprestado aquele clima praiano do Best Coast, assim como suas guitarras, e aquele clima fofo que faz parecer que Zoey Deschanel também emprestou seu charme para essa música.

Em suas 10 canções, o disco consegue conversar com o ouvinte sobre temas não muito alegres de uma maneira bem leve. As melodias leves ajudam muito nesta conversa da troca de experiências entre Katy e nós mesmos, afinal, quem nunca esteve nas mesmas situações?

 1,607 total views

BOM PARA QUEM OUVE: Vivian Girls, Soko, Sharon Van Etten
ARTISTA: La Sera
MARCADORES: Indie Pop, Lo-Fi

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts