Resenhas

Los Campesinos! – Hello Sadness

O septeto do País de Gales abraça a tristeza em seu terceiro disco, sem abrir mão da energia, emoção e ironia características em seus outros trabalhos, o que resultou em uma obra que agrada tanto os fãs quanto novos ouvintes

1,824 total views, 1 views today

Ano: 2011
Selo: Wichita, Arts & Crafts
# Faixas: 10
Estilos: Indie Rock, Indie Pop
Duração: 40'
Nota: 3.5
Produção: John Goodmanson
Livraria Cultura: 29036872

Em seu terceiro álbum, a banda Los Campesinos! dá continuidade ao seu som amplo, irônico e emocional, que dessa vez abraça a tristeza, como o título Hello Sadness sugere.

Ainda assim, trata-se de uma obra da banda cujo maior sucesso chama-se You! Me! Dancing!, então o disco sabe dosar suas emoções para não cair na choradeira. A abertura com By Your Hand deixa isso claro. Lançada como single em agosto, a canção anunciou a nova proposta do grupo, formado em 2008 por estrangeiros que moram no País de Gales, e não desagradou à maior parcela de seus fãs, justamente por não mostrar uma ruptura drástica com o som que eles vinham fazendo.

Gravado em Barcelona no primeiro semestre de 2011, o álbum foi produzido por John Goodmason, que trabalhou com a banda no anterior Romance is Boring. Ele começa com a energia habitual, principalmente em Songs About Your Girlfriend e na faixa-título. A quarta música, Life Is a Long Time, desce um pouco o ritmo e o disco encontra o som que o melhor caracteriza a partir da faixa seguinte, Every Defeat a Divorce (Three Lions).

É aí que conhecemos o lado menos alegre da Los Campesinos!, o que acaba conferindo uma nova dimensão ao seu trabalho. Mesmo com certa animação em The Black Bird, The Dark Slope e em Baby I Got The Death Rattle, a lembrança que fica quando terminamos de ouvir o disco é a guitarra chorosa que lhe encerra com Light Leaves, Dark Sees Pt.II. A banda não está dando as boas vindas somente à tristeza, mas também à capacidade de fazer boas músicas que fogem da pegada pela qual ela ficou conhecida.

1,825 total views, 2 views today

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.