Melody’s Echo Chamber – Bon Voyage

Segundo álbum da banda é um caleidoscópio de referências dos anos 1970

774 total views, 1 views today

Ano: 2018
Selo: Domino
# Faixas: 7
Estilos: Rock Psicodélico, Art Rock
Duração: 33
Nota: 4.0
Produção: Melody Prochet, Fredrik Swahn, Reine Fiske

Em 2012, Melody’s Echo Chamber lançou seu debute auto-intitulado no mundo da música e consagrou-se como um dos projetos mais relevantes daquela época. Nik Silva, em sua resenha escreveu que a banda liderada pela parisiense Melody Prochet “é uma projeção caleidoscópica e psicodélica”, “multifacetada e multicolorida” e “preenchida de boas sonoridades e referências”. Não será um risco muito grande afirmar que Bon Voyage, o segundo álbum da artista, continua a viagem exatamente do ponto em que ela havia parado.

A onda de Melody’s Echo Chamber é a citação da Psicodelia setentista. É possível detectar samples e referências vindos, por exemplo, de Beatles e Black Sabbath, assim como dos contemporâneos Kevin Parker (produtor do disco anterior) e Moodoïd. No entanto, o painel de referências não está dissecado, no sentido em que não é fácil distinguir uma coisa da outra por aqui: Bon Voyage é um disco denso, sobrecarregado, um bolo alimentar onde tudo se dissolve na acidez de uma massa sonora indistinta.

Esse trabalho possui uma glória nominalista: Melody faz jus ao seu nome e demonstra uma proficiência natural em termos de melodia. Bon Voyage, por sua vez, apesar de só trazer sete faixas, soa como uma vasta peregrinação espiritual. O álbum possui uma energia concentrada, que é ativada com o play, como uma pastilha efervescente que demora a diluir na água.

Todas as faixas contém um microcosmo de climas, sensações e citações. A dinâmica dá conta de conduzir o ouvinte pra lá e pra cá sem deixar essa ser uma viagem enjoativa. Bon Voyage parece ser mais um fragmento de cristal na discografia que a banda ainda vai vir a ter, uma centelha prismática, colorida, e que parece se transmutar dependendo do ângulo sob o qual se olha para ele.

(Bon Voyage em uma música: Desert Horse)

775 total views, 2 views today

Autor:

Discreto e silencioso. Falo pouco, ouço bem, porém.