Resenhas

Mogwai – Music Industry 3 x 1 Fitness Industry

Novo EP da banda escocesa alterna remixes luminosos e faixas inéditas inesperadas

 1,733 total views

Ano: 2014
Selo: Rock Action
# Faixas: 6
Estilos: Post Rock, Instrumental, Eletrônico
Duração: 31:41min
Nota: 3.5
Produção: Paul Savage

Saudável e constante a prática de lançar EPs. É sempre aquela pequena festança de versões novas, gravações ao vivo e, com sorte, alguma faixa inédita que ficou de fora do último álbum. No caso de Mogwai, a celebração é total com o lançamento de Music Industry 3 x 1 Fitness Industry (que seria campeão do ano, caso as listas de melhores contemplasse a categoria “melhor título”): são três canções que não entraram no oitavo é último trabalho dos escoceses, Rave Tapes, e três remixes de faixas deste álbum. Se ele parecia muito mais calcado nas texturas eletrônicas, o EP aponta para novas searas dentro deste terreno. Vejamos.

No setor das faixas inéditas, a abertura já é incrivelmente sensacional com Teenage Exorcists, certamente a canção mais linear e padronizada composta pela banda. Com vocais e andamento aerodinâmico, não faria feio no cânon de sucessos Pop de Sonic Youth e bandas congêneres lá pelo início dos anos 1990. History Day é bem próxima do clima de Rave Tapes, com a alternância de piano e parafernália eletrônica, tudo a serviço de um clima soturno ma non troppo. HMP Shaun William Ryder é toda dedilhado de guitarras e crescendo contínuo, uma fórmula clássica da banda ao longo de seus oito álbuns. Os remixes são reveladores: Re-Remurdered (Blanck Mass Remix) amplia o aspecto percussivo do original e encurta em cerca de um minuto a duração, sempre num ritmo acelerado. No Medicine For Regret (Pye Corner Audio Remix) alterna as passagens lentas e contemplativas mais tradicionais da banda com interlúdios de quase-explosão eletrônica, que vão dominando a canção, num turbuilhão controlado de sintetizadores simulando cordas superficialmente em desalinho. É o caos onde antes reinava a calma do original.

Lord Is Out Of Control, o terceiro remix, é belíssimo, aliando a presença do pianista alemão Nils Frahm ao já interessante original. Frahm empresta o minimalismo de seu instrumento para realçar a melancolia – que ficara adjacente na versão que está no álbum – substituindo o invólucro instrumental por uma meditação noturna sobre a cidade chuvosa e fria que se vê da janela.

Music Industry… é um bom exemplo de criatividade da banda escocesa, num ano que se mostrou bem produtivo. Os fãs agradecem.

 1,734 total views

ARTISTA: Mogwai

Autor:

Carioca, rubro-negro, jornalista e historiador. Acha que o mundo acabou no meio da década de 1990 e ninguém notou. Escreve sobre música e cultura pop em geral. É fã de música de verdade, feita por gente de verdade e acredita que as porradas da vida são essenciais para a arte.