Resenhas

Nai Harvest Hold Open My Head

Duo inglês supera seu lançamento anterior e parte em busca de uma real identidade

 1,948 total views

Ano: 2014
Selo: Topshelf Records/ Dog Knights Productions
# Faixas: 4
Estilos: Indie Rock, Emo, Emo Revival
Duração: 14:17
Nota: 3.0
SoundCloud: /tracks/120339405
Itunes: http://clk.tradedoubler.com/click?p=214843&a=2184158&url=https%3A%2F%2Fitunes.apple.com%2Fbr%2Falbum%2Fhold-open-my-head-ep%2Fid834626030%3Fuo%3D4%26partnerId%3D2003

Se WHATEVER, primeiro disco do duo inglês Nai Harvest, lançado no começo de 2013, se apegava a esse novo movimento revivalista do Emo nos anos 2010, seu novo EP, Hold Open My Head, explora uma visão mais própria e sonoramente mais expansiva que a vista naquele álbum. Aqui, a dupla dá um passo adiante em diversos méritos, seja na produção, instrumentação, identidade, acessibilidade, letras ou qualidade do vocal e parece mais focada em fazer sua própria versão de como essa revitalização do estilo deveria soar.

Com apenas quatro faixas, o EP mostra um som que se apega muito aos anos 90, porém sem se tornar uma obra que traz o saudosismo pelo saudosismo. O que parece é que o duo cresceu ouvindo músicas dessa época, seja dentro do Emo ou do Indie Rock, e que tudo aquilo aparece quase de forma inconsciente nas melodias e riffs de guitarra de Ben Thompson ou nas linhas de bateria de Lew Currie.

A dinâmica e as construções do duo certamente vão saltar aos olhos dos fãs da música da época, porém mesmo os menos nostálgicos podem apreciar o resultado das faixas, sempre carregadas de guitarras cheias energia e com fuzz no volume certo, bateria pulsante e um vocal que expressa muito sentimento sem os habituais exageros do Emo. Um disco que percorre mais o caminho do Indie Rock do que do Emo (e aqui cabem comparações com Japandroids ou Cloud Nothings), mas que, ainda assim, deve agradar os fãs do estilo.

O EP é aberto pela ótima dobradinha de singles Rush e Hold Open My Head. Duas faixas pouco mais urgentes e dinâmicas, daquelas que chamam a atenção logo de cara. A segunda metade segue a mesma receita, porém resultando em faixas menos memoráveis, ainda assim tão boas quanto suas antecessoras. I Don’t Even Know, música que fecha o EP, parece ter saído de WHATEVER, porém grandes com melhoras nos quesitos técnicos.

Hold Open My Head é um EP curto e potente, em que o duo soube mostrar grande progressão (nesse quase um ano que separa os lançamentos) e que está evoluindo para um caminho mais maduro e autoral (por mais que nada do que apareça aqui seja realmente novo).

 1,949 total views

ARTISTA: Nai Harvest
MARCADORES: Emo, Emo Revival, Indie Rock

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts