Resenhas

Nicole Atkins – Italian Ice

Com atmosfera amigável e produção estrelada, quinto disco da americana resgata o Pop de outrora e pode ser boa pedida para tempos estressantes

308 total views, no views today

Ano: 2020
Selo: Single Lock
# Faixas: 11
Estilos: Pop
Duração: 41’
Produção: Ben Tanner

Italian Ice é o quinto disco da americana Nicole Atkins. Seguindo a mesma linha de pensamento de seus antecessores, ele exibe uma atmosfera ensolarada e amigável. Seu eixo principal é feito de canções Pop que emulam a música de uma “era de ouro” do passado, a saber, a da transição dos anos 50 para os 60.

A sonoridade por aqui é cristalina. Os vocais de Atkins soam presentes e impecáveis, enquanto a instrumentação constrói um pano de fundo de alto quilate. Ouvir a lista de faixas que se desdobra ao longo de pouco mais de quarenta minutos é como viajar para uma realidade paralela, dirigindo um carro conversível na orla marítima, com a echarpe ao vento.

O que contribui para essa sensação é a ficha técnica de respeito que Italian Ice exibe. Os créditos do trabalho citam participações de membros de bandas como Bad Seeds, Spoon e The Walkmen. Além desses, Spooner Oldham and David Hood, que já tocaram com Aretha Franklin, fazem com que o valor agregado por aqui se torne hiperbólico. A produção das faixas, apesar de complexa, acaba soando simples, o que resulta em músicas deslizantes, que entram sem esforço pelos nossos ouvidos.

Para atenuar esse sentimento, as letras das músicas revelam um surpreendente teor apocalíptico, e falam sobre o fim do mundo – essa abordagem se tornou, aparentemente, o novo normal para a música de nossos tempos. A capa do disco mostra uma mão soltando displicentemente alguns dados, em uma ação que faz referência ao nosso futuro e, mais especificamente, à saúde do planeta que foi lançada ao azar.

Contudo, apesar de Italian Ice ser um disco autoral, ele não soa como um. Isso se dá porque a construção de cada faixa é feita pela cartilha, preferindo a emulação de um estilo musical do que a construção de um. Aqui, o resgate de uma época passada pode soar mais ou menos escapista. No entanto, um pouco de folga para nossa saúde mental pode ser uma ótima pedida em tempos tão estressantes quanto o que vivemos.

(Italian Ice em uma faixa: “Forever”)

309 total views, no views today

ARTISTA: Nicole Atkins

Autor:

Discreto e silencioso. Falo pouco, ouço bem, porém.