Resenhas

No Doubt – Push and Shove

Banda prova que ainda sabe fazer um bom trabalho dançante, mas dificilmente chamará a atenção de quem não se interessa pelo Pop despretensioso

 4,555 total views

Ano: 2012
Selo: Interscope
# Faixas: 11
Estilos: Pop, Ska, Pop Eletrônico
Duração: 38:45
Nota: 3.0
Produção: Anthony Gorry, Major Lazer, Ariel Rechtshaid, Mark "Spike" Stent e No Doubt

Após mais de uma década sem um disco inédito, o quarteto No Doubt teve a ajuda de um grande time de produtores para preparar seu Push and Shove, um lançamento que se desaproxima do Rock/Ska que a banda promoveu nos anos 90 para se alinhar ao som mais divulgando nos dias de hoje. O resultado é um bom álbum Pop, mas que não deve chamar a atenção dos desinteressados por músicas dançantes descompromissadas.

Já se você pertence ao grupo daqueles que gostam de dançar melodias e batidas despretensiosas, é possível que esse seja um dos discos que mais vão tocar no seu player nos próximos meses. Se não ele inteiro, certamente sua sequência inicial: Settle Down, Looking Hot, One More Summer e a faixa-título, todas ótimas candidatas para uma performance consideravelmente bem em rádios, baladas, academias ou qualquer outra situação em que caia bem uma música que contagie a animação.

Talvez esse seja justamente o ponto em que Push and Shove se torna desinteressante para a maioria: Sua fórmula Pop-comercial de mostrar logo de cara suas melhores músicas, para depois colocar uma balada feita por encomenda e terminar com algumas faixas que, no geral, passam desapercebidas. Enquanto a canção que dá nome ao disco traz uma grande salada de referências sonoras, a maior parte das outras insiste no formato de banda com sintetizadores e uma roupagem eletrônica que, por mais caprichada que seja, dificilmente impressionará alguém.

Enquanto Easy, a primeira das duas baladas e quinta faixa do álbum, traz batidinhas espertas, uma guitarra bem anos 80 e um momento bem bacana e reggaeiro lá pelo meio da faixa, Undone aposta em violões e cordas sintetizadas em uma produção de primeira, mas que arranca mais bocejos do que os suspiros almejados por uma baladona dessas no meio de um disco Pop.

Músicas como Sparkle e Undercover nos relembram que Gwen Stefani e os rapazes sabem fazer um trabalho divertido. No fim das contas, o que fica do disco é isso mesmo: No Doubt fazendo o que sabe fazer melhor, que é colocar o pessoal para dançar ou para apenas curtir um som tranquilo e sem qualquer outra pretensão que não seja o entretenimento.

Por mais distante que esteja de hits do passado como Spiderwebs, ou mesmo que sem nenhum hit do calibre de Don’t Speak, Push and Shove cumpre seu propósito e deve agradar facilmente quem se lembrar que No Doubt não é para ser levado a sério.

 4,556 total views

ARTISTA: No Doubt
MARCADORES: Pop, Pop Eletrônico, Ska

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.