Resenhas

Odradek – Homúnculo Vol. 3 EP

Trio piracicabano mostra Rock Experimental oriundo do Progressivo, Math Rock e Post-Hardcore

 2,784 total views

Ano: 2015
Selo: Independente
# Faixas: 3
Estilos: Rock Progessivo, Math Rock, Experimental, Post-Hardcore
Duração: 13:35
Nota: 3.0

Homúnculo Vol. 3 é o terceiro EP lançado pelo trio paulista Odradek em pouco mais cinco meses – produção numérica impressionante para uma banda tão jovem. O que impressiona não é apenas a quantidade, mas também a qualidade. Oriundo de experimentalismo frenético que une Rock Progressivo, Math Rock e Post-Hardcore, a pequena obra pode agradar os saudosos fãs de The Mars Volta, assim como os que curtem nomes mais novos, como Lisabi e Sianvar.

Com credencias como estas, fica evidente que a música da tríade não é para todos. Seja pelo desconjuntado teor lírico ou mesmo as melodias intrincadas e complexas, esse som é feito para quem aguenta pedradas musicais. E essas três faixas mostram bastante a destreza por parte dos instrumentistas e uma inventividade surrealista dos letristas, um virtuosismo musical que pouco se vê, com tamanha qualidade, em terras tupiniquins.

Don’t Feed The Worms abre o EP mostrando a agressividade e aspereza do encontro entre guitarra e baixo e os ritmos quebrados da bateria, alternando entre o peso extremo e algo mais sublime. A construção melódica nada convencional faz com o vocal adapte as letras em métricas também fora do comum, esticando algumas partes e correndo em outras, algo que pode ser visto também no Post-hardcore.

Cantada em inglês e português, Ananias mostra mais um pouco do virtuosismo do grupo, revelando também seu gosto por narrativas bíblicas (“Onan disciples contemplating their own curves /Petting own egos/Contemporary circus maximus”) e melodias explosivas. Culto fecha o EP também com outra letra bilíngue e com a parte instrumental no ápice criativo do grupo, quebrando estruturas e apresentando saltos inimagináveis. Repito, essas músicas não são para todos, mas de qualidade indiscutível.

Assim como a incongruente figura criada por Franz Kafka, em Preocupações de um Pai de Família (figura essa que batiza o trio), o som da banda foge das regras e se estabelece fora das convenções. O trio é dono de um experimentalismo surpreendente e, certamente, vale a pena ficar de olho.

 2,785 total views

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts