Resenhas

OK Go – Hungry Ghosts

Banda se esforça para provar que vale a pena ser ouvida em álbum completo e fora dos vídeos

 2,277 total views

Ano: 2014
Selo: Paracadute
# Faixas: 12
Estilos: Indie Rock, Indie Pop, Indie
Duração: 41'
Nota: 3.0

Pra mim, OK Go tem sempre um desafio muito claro em seus discos: Mostrar que sua música vale a pena ser ouvida sem os acompanhamentos visuais que tornaram a banda famosa. Em Hungry Ghosts, há ainda outro motivo para ser provado: Que o álbum vale a pena ser ouvido como um todo e que suas melhores faixas não são aquelas lançadas no EP Upside Out (com quatro músicos presentes neste lançamento). Cabe a cada ouvinte decidir seu próprio veredito, porém, se me permitem, sugiro o risco de curtir 41 minutos de músicas bacaninhas, com mais altos do que baixos, sem muito compromisso. Digo isso do ponto de vista do ouvinte, não da banda, que caprichou mais uma vez para entregar um verdadeiro espetáculo sonoro.

Isso fica claro quando você ouve músicas como I’m not Through e Another Set of Issues, sempre divertidas e candidatas a serem colocadas em qualquer situação midiática, seja em uma propaganda de TV ou trilha de video game – e isso diz muito, na verdade. Para o bem ou para o mal, OK Go é uma daquelas bandas que fazem questão de agradar o público sempre e se esforça bastante pra isso, daí suas músicas serem apreciadas por pessoas diversas em situações também variadas.

Seu Indie Rock com altas doses Pop é o grande responsável por essa versatilidade de público, mas esse esforço que citei começa a ficar cansativo depois de um tempinho. Você ouve I Won’t Let You Down e acha ela uma belezinha, mas não demora muito pra perceber que seu carisma é um pouco maqueado demais. As músicas (ou o disco em si) não seguem uma fórmula, mas tudo parece ser programado demais para agradar, para ser grandioso e brilhar em shows ou nos tais vídeos.

Isso não compromete uma audição mais leve (se você precisa de um ânimo extra, inclusive, Hungry Ghosts vem muito a calhar), mas dificulta um repeat mais frequente. Faixas como The Great Fire são surpresas interessantes, mas não são o suficiente pra escutar o disco tantas vezes assim. E se falávamos de riscos há alguns parágrafos, há chances de suas favoritas serem sim as do EP, mas as acompanhantes aqui merecem sim uma chance. Só não deixe OK Go ficar sabendo que você ouviu na despretensão.

 2,278 total views

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.