Resenhas

Oneohtrix Point Never – The Station

Dois meses após um álbum, músico entregue novas faixas de presente para os fãs

987 total views, no views today

Ano: 2018
Selo: Warp Records
# Faixas: 4
Estilos: Eletrônico Experimental
Duração: 17
Nota: 3.0
Produção: Daniel Lopatin

Há cerca de dois meses, Daniel Lopatin, a mente por trás do projeto Oneohtrix Point Never, entregou um dos melhores trabalhos do seu currículo para o público, Age Of. Com uma personalidade forte, o álbum exercita uma ideia apocalíptica, traduzindo na música “o cataclisma de forças que regem a sociedade”.

The Station, por sua vez, é um EP feito de faixas que ficaram de fora de Age Of ou excertos de imaginação que ganharam vida tarde demais para entrarem no álbum. Funciona mais como um presente para os fãs, pois, no fundo, pouco acrescenta àquilo que já havíamos ouvido.

A faixa que dá nome ao EP – e que já havíamos visto no álbum anterior – é uma tentativa de aproximação com o universo do Pop, já que foi originalmente feita para ser vendida a Usher. Por mais que a associação Oneohtrix + Usher possa parecer esquisita, ela faz sentido se pensarmos que a palavra de ordem na última década para o Pop tem sido o flerte com coisas distorcidas, um universo que se deforma pelo exagero.

As faixas inéditas, por sua vez, exploram variações sobre o mesmo tema. Monody traz uma camada de acordes gelatinosos perfurados pelo harpsichord pontiagudo. Blow by Blow parece escavar as ruínas de um mundo pós apocalíptico, enquanto Trance 1 transporta o ouvinte para um cenário cósmico, amorfo, feito de energias solares e forças interplanetárias.

Assim como em Age Of, todas as faixas por aqui são multiseccionadas, sempre atropelando a si mesmas e subvertendo a própria lógica. The Station continua o plano de Lopatin de agir no limite, seja no plano conceitual, evocando atmosferas que são ao mesmo tempo caóticas e espirituais, seja no plano pragmático, se afirmando como um dos nomes mais interessantes a habitar a fronteira entre a música Pop e a Experimental.

(The Station em uma música: Trance 1)

988 total views, 1 views today

Autor:

Discreto e silencioso. Falo pouco, ouço bem, porém.