Pixies – EP3

Obra fecha a sequência de três EPs e anuncia o disco “Indie Cindy”, compilando todos eles

1,270 total views, no views today

Ano: 2014
Selo: Independente
# Faixas: 4
Estilos: Indie Rock, Rock Alternativo
Duração: 16:21
Nota: 1.5

28 de junho de 2013 marcou a volta à ativa de um dos grupos mais importantes da recente história da música. Nessa data, o então trio Pixies lançou a faixa Bagboy e mostrou que, mesmo sem produzir nada em mais de 20 anos, ainda tinha alguma lenha para queimar.

No papel, esse retorno seria incrível e os EPs lançados desde então deveriam fazer a banda reconquistar o posto de uma das mais influentes das últimas décadas, porém as coisas não saíram assim. EP1 e EP2, ambos lançados ainda em 2013, se mostraram bem medianos e pouco atrativos ou inovadores como as obras do grupo costumavam ser. EP3 sofre deste mesmo problema diagnosticado nessas primeiras obras – e até faz sentido sofrer disso, pois os três EPs juntos formarão o disco Indie Cindy, a ser lançado ainda neste ano.

Não vamos bater mais na tecla da saída de Kim Deal (e a falta que faz à dinâmica do grupo) ou o quanto a banda parece se amparar em uma espécie de “autonostalgia”, pois já abordamos esses pontos em resenhas passadas. O que sobra então? Quatro faixas igualmente medianas que não se destacam em nada na discografia do grupo, seja a do longínquo passado ou dos mais recentes lançamentos.

Bagboy aprece aqui e rouba a cena, não só por ser até então a única conhecida entra as quatro canções do EP, como por ser a melhor delas (ou, pelo menos, a que mais se destaca). A progressão rítmica e as linhas de guitarra se mostram interessantes e tem a difícil missão de sustentar o insosso trabalho. As demais (Silver Snail, Ring the Bells e Jamie Bravo) se mostram bem desinteressantes, repetitivas e esquecíveis. Faixas sem quase nenhuma profundidade que mostram um pouco do apreço da banda pela sonoridade Indie Rock dos anos 90 e não mais que isso.

Uma pena ver uma banda como essa fazendo um trabalho nada significante como esse. E a tendência é piorar ainda mais quando as doze faixas dos EPs forem compiladas em Indie Cindy, gerando um disco igualmente desinteressante e carente de momentos memoráveis. No fim das contas, o melhor do Pixies continua mesmo é no passado e a tal lenha que tinham para queimar não conseguiu produzir mais uma fagulha.

1,271 total views, 1 views today

BOM PARA QUEM OUVE: Sebadoh, The Breeders, Pavement
ARTISTA: Pixies

Autor:

Apaixonado por música e entusiasta no mundo dos podcasts