Porches – The House

Aaron Maine lança álbum intimista feito para fãs do Synthpop

584 total views, 1 views today

Ano: 2018
Selo: Domino
# Faixas: 14
Estilos: Synthpop, Indie
Duração: 37:21
Nota: 2.5
Produção: Aaron Maine

Fundado por Aaron Maine, Porches é uma banda de Synthpop estadunidense que, ao longo dos últimos anos, tem se transmutado dentro das possibilidades do Indie, saindo de um universo mais obscuro do Post Punk e chegando ao sintetizadores minimalistas e confessionais. The House é o terceiro álbum do grupo, que chega dois anos após o bem cotado The Pool.

The House é composto de faixas gravadas no mesmo dia em que foram concebidas, ou seja, há no álbum uma vontade de preservar um pouco o espírito “demo” das gravações, o que faz com que este mantenha um aspecto de diário, registrando intimidades com variações de humor momentâneas. A voz fraca de Aaron Maine canta assessorada por arranjos minimalistas e esparsos. Esse clima introvertido, sincero, feito sem muito filtro é, afinal, o que sustenta o interesse pelo trabalho, um vez que, visto por outro ângulo, dificilmente The House há de cativar um ouvinte desatento.

Alguns fatores contribuem para isso, sendo o principal deles, talvez, o fato de que o Dream Pop é um dos gêneros mais saturados da música alternativa, sendo o principal caminho pelo qual bandas Indie seguiram na virada da última década. Para além disso, as letras em The House dificilmente ultrapassam um território genérico, sendo que os momentos mais evocativos fazem uso de metáforas aquáticas, tema já extensivamente explorado no álbum anterior do grupo.

No entanto, feitas estas ressalvas, vale apontar o caminho promissor pelo qual tal começa a se enveredar. O minimalismo melancólico aponta algumas semelhanças com The xx, a aura luxuriosa lembra Hurts, e a nostalgia juvenil remete a The Drums em Abysmal Thoughts. Para além disso, Alexander Giannascoli ((Sandy) Alex G), Dev Hynes (Blood Orange) e Peter Maine (pai de Aaron Maine), que estão entre as participações especiais do álbum, contribuem para a construção de um cenário intimista. São pontos acertados que posicionam Porches dentro do imaginário contemporâneo de música Indie Eletrônica feita nos últimos anos. Para quem é fã do estilo, vale experimentar.

(The House em uma música: Country)

585 total views, 2 views today

BOM PARA QUEM OUVE: Hurts, Blood Orange, The xx
ARTISTA: Porches
MARCADORES: Indie, Synthpop

Autor:

Discreto e silencioso. Falo pouco, ouço bem, porém.