Resenhas

Prinzhorn Dance School – Home Economics

Dupla perde-se dentro do estilo minimalista que criou

 1,274 total views

Ano: 2015
Selo: DFA
# Faixas: 6
Estilos: Dance Punk, Minimal
Duração: 22
Nota: 1.5
Produção: Tobin Prinz

Se Prinzhorn Dance School conseguiu chamar a atenção da crítica com Clay Class, seu álbum de 2012, foi graças a uma tentativa de emular um “novo” estilo, derivado da conjunção de mais dois ou três outros. Despindo a estrutura assertiva do Punk até as vias primordiais do Minimalismo e, temperando sua música com a aura sombria de Joy Division (além do espírito dançante de sua descendente New Order), a dulpa Tobin Prinz e Suzi Horn elaborou, assim, o “Minimal Dance Punk”.

Se o que se via em Clay Class era mais incensado pelo hype da estranheza do que pela sua construção sonora “nada grandiosa nem inovadora”, o que encontramos em Home Economics é apenas um estacionamento confortável na intenção artística de outrora.

Home Economics tem um andar truncado, cheio de desencontros. “Minimalismo”, como podem nos provar os excelentes projetos Darkside ou The xx, por exemplo, passa muito longe de arranjos preguiçosos, solos de guitarra repetitivos, percussão vazia e letras superficiais. O espírito do Punk, que apoiava-se na “facilidade” de sua execução, existia na medida em que motivava e instigava seus ouvintes a se expressarem sem quaisquer concessões estéticas. Além disso, evocava a angústia da geração daquela época. Assim, o Do It Yourself, tem muito mais a ver com algo inovador do que com quaisquer execuções desencontradas ou displicentes.

Home Economics perdeu-se no caminho que tentou trilhar com faixas arrastadas e mal executadas. Melhor ater-se à proposta de Clay Class para conhecer melhor o trabalho da dupla.

 1,275 total views

BOM PARA QUEM OUVE: The xx, New Order, The Rapture
MARCADORES: Dance Punk, Minimal

Autor:

é músico e escreve sobre arte