Resenhas

Quadron – Avalanche

Robin e Coco O. diluem Soul e R&B e transitam entre suas diferentes facetas de maneira leve e agradável

 4,381 total views

Ano: 2013
Selo: Vested in Culture/Epic
# Faixas: 10
Estilos: Soul, R&B, Neo Soul
Duração: 36:35
Nota: 4.0
SoundCloud: /tracks/93537789
Itunes: http://clk.tradedoubler.com/click?p=214843&a=2184158&url=https%3A%2F%2Fitunes.apple.com%2Fbr%2Falbum%2Favalanche%2Fid642533

Apesar de ter feito um trabalho coeso em 2009 com seu primeiro disco autointitulado, o duo Quadron não chamou muita atenção na época. Os seus atuais desdobramentos musicais são os responsáveis pela sua atual ascenção perante a mídia: Robin Hannibal é a parte produtora de Rhye, que pela sua sonoridade sensual e fluída junto aos vocais de Mike Milosh acabou atraindo os olhos de críticos por retratar canções românticas e sensuais num viés que foge de um óbvio vulgar e batido. Já Coco Hastrup Karshøj fez participações estratégicas aqui e ali, desde rápidas passagens ao lado de Tyler, The Creator em seu disco Wolf até um momento próprio junto a trilha-sonora de “O Grande Gatsby”, através da composição própria (produzida por Jay-Z) Where The Wind Blows.

Em dez canções, o par de músicos elucida ótimas energias em Avalanche, indo por um caminho musical que só vem crescendo nos últimos anos: A combinação esperta de timbres R&B e Soul é somada a uma variação frequente entre hits sensuais quase sussurrados e o estilo eletrônico dissolvido e desacelerado, garantido em percussões marcadas e dançantes. O melhor do trabalho é a sintonia plena entre o arranjo de Milosh e as vocalizações de Coco, que transita entre diferentes levadas por todo o registro sem se desvincular de seus gêneros-base.

A flexibilidade de Karshøj e Milosh impressionam por conseguirem transportar o ouvinte a diferentes momentos, relembrando hits de Michael Jackson logo na abertura com LFT, resgatando os saudosos hits de Amy Winehouse com a estrutura sonora de Neverland e inclusive reacendendo a dor de uma Duffy que não encanta mais desde Rockferry, em vocais carregados de sentimento como acontece em Crush e Befriended.

Quadron facilmente poderia ser a continuidade mais adocicada de Devotion de Jessie Ware, em composições como It’s Gonna Get You e Better Off que são conduzidas numa linhagem provocante e reclusa. Ware é até mesmo “vista” em Sea Salt e Avalanche, ainda que respaldando-se facilmente a divas de pequeno porte como Corinne Bailey Rae, Estelle e a recente descoberta da Warner Music, Lianne La Havas. O leve material proporciona uma viagem tranquila e rápida mesmo através de canções que sintetizam o Soul e o Groove de forma digerível, que começa em ritmo de passos espontâneos e se desdobra a um romance que quase beira ao meloso, mas sabiamente acaba antes de soar exagerado num ponto que incomode ou faça se arrepender de tê-lo ouvido.

 4,382 total views

BOM PARA QUEM OUVE: Rhye, Jessie Ware, Lianne La Havas
ARTISTA: Quadron
MARCADORES: Neo Soul, Ouça, R&B, Soul

Autor:

Jornalista por formação, fotógrafo sazonal e aventureiro no design gráfico.