Resenhas

Rosie and Me – Arrows of My Ways

O Pop brasileiro nunca foi tão Folk quanto o som que a banda curitibana faz tão bem e com o qual se tornou conhecida. Em seu primeiro álbum, Rosanne Machado entrega belas canções com sua voz muito agradável

1,716 total views, no views today

Ano: 2012
Selo: Independente
# Faixas: 10
Estilos: Pop Folk, Folk, country
Duração: 33:40
Nota: 3.5
Produção: Rosanne Machado

Para seu primeiro álbum, a curitibana Rosanne Machado – a Rosie de Rosie and Me – apostou em acrescentar ao seu Folk pequenas doses de melancolia vindas de outras sonoridades, sem descaracterizá-lo. Arrows of My Ways mostra-se, assim, um bom trabalho de estreia que consegue conquistar aqueles que tem agora um primeiro contato com o som da banda e cumpre as expectativas de quem já a conhecia.

O disco começa já com um banjo em Home (intro), um prelúdio aconchegante para Where the Heart Is, dupla de faixas com participação do inglês Joshua Thomas. Esse início já deixa claro o caminho que o álbum percorre, em composições sentimentais acompanhadas por guitarras Country e a agradável voz de Rosanne – que também assina a produção da obra.

São canções emocionadas e tranquilas com um certo ar caipira – exatamente o que o gênero pede. A faixa-título, com participação do músico Greg Thomas no vocal, dialoga bem uma sonoridade Pop com os maneirismos do estilo, como os choros de guitarra para acompanhar o dueto. I Couldn’t Reach You é a mais Country de todas aqui, unindo esses elementos em um ritmo mais rápido do que as outras disco para quebrar uma sequência de três músicas sem percussão e nos relembrar que a banda não caminha só pelo Pop Folk dos violões.

As letras trabalham afirmações de identidade, como “I don’t take pride in being lonely, but I take pride in who I am” (“Não me orgulho por estar sozinha, mas me orgulho por ser quem sou”) em Southern Home e “I’m no soldier, it ain’t no war, I am yours” (“Não sou um soldado, não é uma guerra, eu sou sua) em Carry On, o que fica muito bem em um primeiro álbum, mas traz também declarações de amor, como I was meant to be alone ‘till I met you em Arrows of My Ways.

É fácil se identificar com as composições e, antes de tudo, reconhecer a beleza do trabalho da banda. Se depender desse trabalho, a Rosie and Me terá sua competência em fazer canções boas e acessíveis cada vez mais reconhecida no país, na certeza de um futuro promissor.

1,717 total views, no views today

BOM PARA QUEM OUVE: First Aid Kit, Fleet Foxes, Phillip Long
ARTISTA: Rosie & Me
MARCADORES: Country, Folk, Pop Folk

Autor:

Comunicador, arteiro, crítico e cafeínado.