Resenhas

Royal Blood – How Did We Get So Dark?

Segundo álbum de duo britânico traz um Rock muscular e encorpado

 2,716 total views

Ano: 2017
Selo: Warner Bros.
# Faixas: 10
Estilos: Rock
Duração: 34:25
Nota: 3.0
Produção: Royal Blood, Tom Dalgety, Jolyon Thomas

Royal Blood é um duo inglês integrado por Mike Kerr e Ben Thatcher. Seu álbum homônimo de estreia, lançado em 2014, catapultou a dupla como um dos nomes promissores da música Indie dessa década e possíveis candidatos a ocupantes daquela eterna vaga no púlpito dos “salvadores do Rock”. How Did We Get So Dark?, o segundo de sua discografia, chega no meio de campo da expectativa do público, indecisa entre a vontade de ouvir mais do mesmo ou alguma novidade vinda da dupla. Uma breve audição do trabalho, afinal, prova que o disco, muscular e encorpado, endossa aquilo que ouvimos em seu antecessor.

Vale atentar que a banda é formada apenas por contrabaixo distorcido e bateria, o que confere uma gravidade densa à sua música. How Did We Get So Dark? traz aquele Rock and Roll moleque, de jaqueta de couro, cerveja bebida no gargalo, piscadinha marota para os fãs da primeira fila à beira do palco. As referências possíveis de se detectar por aqui continuam as mesmas de outrora, ou seja, um apadrinhamento distante de Led Zeppelin, uma admiração latente por Queens Of The Stone Age, uma aura épica vinda de Muse e uma juventude pulsante equivalente a Japandroids.

Fora aquela bateção de cabeça pra descarregar as energias (o álbum tem pouco mais de meia hora de duração porque, de acordo com os músicos, não seria possível manter tanta intensidade por muito mais tempo) não há muito mais o que apreciar por aqui, visto que as letras pouco contribuem para um segunda audição do trabalho. No entanto, como uma descarga de energia para aliviar o stress da semana, parece uma boa pedida.

(How Did We Get So Dark? em uma música: I Only Lie When I Love You)

 2,717 total views

ARTISTA: Royal Blood
MARCADORES: Rock

Autor:

é músico e escreve sobre arte